João Pessoa 26/05/2018 10:02Hs

Início » Esporte » Na raça, Flamengo vence o Volta Redonda de virada no Maracanã

Na raça, Flamengo vence o Volta Redonda de virada no Maracanã

Paulinho e Alecsandro fizeram os gols dos 2 a 1, e time chega à vice-liderança do Carioca

Alecsandro gol da vitóriaExpressão da displicência que Vanderlei Luxemburgo tenta combater, desde os tempos que Romário trocava os treinos pela vida noturna, o ato de empurrar com a barriga voltou a atormentá-lo depois de 20 anos. Ao contrário do que acontecera em 1995, quando Renato Gaúcho usou o ventre para dar a luz ao gol do título tricolor de 1995, dessa vez a bolada na boca do estômago só lhe tirou o fôlego por instantes. Depois de Henrique abrir o placar com um gol de barriga ainda no primeiro tempo, o Flamengo celebrou a vitória de virada sobre o Volta Redonda por 2 a 1 e a volta de Paulinho depois de quase seis meses inativo.

Autor do gol do empate no início do segundo tempo, Paulinho ainda perdeu duas chances de sacramentar a virada que só chegou aos 40 minutos do segundo tempo, com Alecasandro. Mesmo que possa perder a segunda posição, dependendo do completo da rodada de hoje, o Flamengo abriu cinco pontos do Volta Redonda, que brigava para entrar no G-4.

Paulinho comemora o primeiro gol do Flamengo – Marcelo Theobald / Agência O Globo

Com a réplica do primeiro uniforme de seu time de futebol, a mesma que foi usada na derrota recente para o Botafogo, o rubro-negro entrou em campo, ontem, como se estivesse disputando um clássico. Para o Flamengo, que tinha dificuldades para furar o bloqueio do Volta Redonda, a situação era desconfortável, a começar pela proximidade dos times na tabela. Do outro lado, os dois pontos e duas posições de desvantagem ofereciam muito espaço para a supresa. Bem agrupado, o Volta Redonda não precisou esperar muito pelos contragolpes. Logo aos 19 minutos, Niltinho avançou com a bola e chutou na trave. No rebote, Henrique empurrou com a barriga para fazer 1 a 0.

— Se eu não esperasse pelo rebote no lance do gol, nem entraria em campo — disse Henrique, que já marcarca no empate com o Botafogo. — Não é à toa, isso é trabalho.

Obrigado pela arbitragem a trocar a camisa amarela pela branca, o Volta Redonda voltou mais pálido para o segundo tempo diante da tentativa do Flamengo de pressionar. Sem atuar numa partida oficial desde setembro do ano passado, quando sofreu lesão no joelho, Paulinho teve o sacrifício recompensado ao sair do banco para empatar o jogo aos 10 minutos do segundo tempo com uma bomba que ainda bateu no travessão antes de entrar.

Livre para cabecear após cruzamento de Pará, Paulinho mandou para fora a chance do segundo gol, aos 20. Logo depois, acertou a trave da pequena área. Passada a pressão inicial, houve uma certya acomodação que Vanderlei tenta sem sucesso combater. Em vez de empurrar com a barriga, só restou a Alecsandro se atirar de carrinho para completar cruzamento de Luiz Antônio e fazer o gol da vitória, aos 40.

FLAMENGO 2 X 1 VOLTA REDONDA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data-Hora: 11/3/2015 – 22h (de Brasília)

Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia (RJ)

Auxiliares: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Patricia Silveira de Paiva (RJ)

Renda e público: R$ 219.860,00/ 6.968 pagantes

Cartões amarelos: Paulinho, Wallace (FLA), Adeílson, Niltinho (VOL)

Gols: Henrique 18’/1°T (0-1); Paulinho 10’/2°T (1-1); Alecsandro 40’/2°T (2-1)

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico (Luiz Antonio 20’/2°T); Marcio AraÚjo, Canteros e Mugni (Paulinho/intervalo); Gabriel, Eduardo da Silva (Alecsandro/intervalo) e Marcelo Cirino. Téc: Vanderlei Luxemburgo.

VOLTA REDONDA: Douglas; Henrique, Reniê, Luan e Pedro Rosa; Diego Paulista (Magno 24’/2°T), Bruno Barra, Niltinho (Alan Carius 28’/2°T) e Kayo (Pedro Isidoro 19’/2°T); Hugo e Adeílson. Téc: Marcelo Cabo

O Globo