João Pessoa 24/06/2018 08:54Hs

Início » Esporte » Náutico não toma conhecimento e goleia o Paraná por 5×1

Náutico não toma conhecimento e goleia o Paraná por 5×1

Jogando um bom futebol, Timbu não teve dificuldades para vencer o time paranista e se consolidar no G-4 da Série B

nautico goleia,Timbu manteve concentração do início ao fim e goleou o Paraná

Avassalador. Em uma noite iluminada do ataque, o Náutico aplicou mais uma goleada. O Timbu bateu por 5×1 o Paraná, neste sábado (11), na Arena Pernambuco, em partida válida pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os gols alvirrubros foram marcados por Renan Oliveira, Bergson, Jefferson Nem e Taiberson (duas vezes). Henrique descontou para os visitantes.

Destaque para a atuação do meia Renan Oliveira que desempenhou a função de um típico armador. Os atacantes também estava em uma noite iluminada. O técnico Alexandre Gallo vai ter uma boa dor de cabeça que ainda tem o atacante Rony que desfalcou a equipe. O próximo jogo do Alvirrubro é contra o Vasco, terça-feira (14), no Rio de Janeiro.

O JOGO – Como já virou rotina no Náutico na “Era Gallo”, o time alvirrubro começou a partida pressionando o Paraná. Logo no primeiro minuto, o atacante Taiberson bateu colocado e o goleiro Marcos fez uma bela defesa. Embalado pela torcida que compareceu em grande número. o Timbu não diminuiu o ritmo no começo do jogo e tomou a iniciativa. Aos 7, a defesa do Paraná se atrapalhou na saída para o ataque. Eurico roubou a bola do zagueiro Pitty e tocou para Renan Oliveira abrir o placar.

GALERIA DE IMAGENS

Náutico vence o Paraná por 5×1 e se consolida no G-4 da Série B
LegendaAnteriores

Após marcar o gol, o Náutico diminuiu o ritmo e esperou o adversário sair para o ataque e apostou nos contra-ataques. Enquanto o Paraná apenas dava trabalho para o goleiro Júlio César nos chutes de fora da área. Explorando as jogadas pelas laterais, o Timbu por pouco não conseguiu marcar novamente. Jefferson Nem arrancou pela esquerda, cortou para o meio e mandou um chute perigoso.

Quando o Náutico acelerou a partida novamente não demorou para ter sucesso. Aos 29, Renan Oliveira arriscou de fora da área, a bola desviou no zagueiro João Paulo e sobrou para Bergson. Ele pegou de primeira e mandou uma bomba para o fundo da rede. A vantagem no placar deixou o Timbu mais calmo na partida para tocar a bola com tranquilidade. E quase acabou o primeiro tempo com uma vantagem maior. Henrique levantou a bola na grande área e Maylson por pouco não marcou de cabeça. Ele ainda teve outra chance mais também não aproveitou.

No início da etapa final, o Náutico não deixou o Paraná respirar. Pressionou e rapidamente balançou a rede. Aos 3, Maylson fez linda jogada pela ponta direita e cruzou rasteiro para Jefferson Nem empurrar para o fundo do gol. A postura do Timbu no segundo tempo não foi diferente. Vencendo a partida, a equpe alvirrubra esperou o adversário ceder espaços na defesa pata atacar no contra-ataque sob o comando do meia Renan Oliveira que coordenava as ações ofensivas.

Com a postura firme da defesa do Náutico, o máximo que o Paraná conseguir ameaçar o Náutico foi com um chute de fora da área de Lúcio Flávio e o lateral-direito Leandro Silva. Já o Timbu era sinônimo de eficiência. Aos 21, atuando como um típico armador, Renan Oliveira lançou Jefferson Nem pela esquerda. Ele passou marcador e deixou Taiberson em cima da linha para completar o lance e aumentar a vantagem.

Mas o Náutico estava em uma noite avassaladora. Todas as jogadas de ataques estavam sendo perigosas. Aos 30, em nova troca de passes, Jefferson Nem recebeu a bola pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para Taiberson. Ele de frente para o goleiro Marcos encheu o pé e deixou o camisa um do Paraná parado olhando a bola pela quinta vez no seu gol. O Paraná ainda balançou a rede com Henrique, aos 42, mas um empate ou uma virada era impossível. Os comandados de Alexandre Gallo fizeram uma partida com a cara do treinador: marcação pressão e jogadas em velocidade.

FICHA TÉCNICA

Náutico – Júlio César; Joazi (Ronaldo Alves), Rafael Pereira, Eduardo, Henrique; Eurico, Maylson (Gustavo Henrique), Renan Oliveira; Jefferson Nem, Taiberson; Bergson (Tiago Adam). Técnico: Alexandre Gallo.

Paraná – Marcos; Leandro Silva, Pitty, João Paulo, Fernandes; Basso (Diego Tavares), Anderson Uchoa, Marcelinho (Henrique), Válber, Robson; Lúcio Flávio. Técnico: Claudinei Oliveira.

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. Horário: 16h. Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP). Assistentes: Ricardo Pavanelli Lanutto (SP) e Ailton Farias da Silva (SE). Cartões amarelos: Nenhum. Gols: Renan Oliveira aos 7′ do 1ºT, Bergson aos 29′ do 1ºT, Jefferson Nem aos 3′ do 2ºT, Taiberson aos 23′ e 30′ do 2ºT e Henrique aos 42′ do 2ºT. Público: 9.289 torcedores. Renda: R$144.375.

JC Online