João Pessoa 18/08/2018 14:14Hs

Início » Esporte » Patrocinador critica decisão do Flu em fechar treino e entrevista: ‘Absurdo’

Patrocinador critica decisão do Flu em fechar treino e entrevista: ‘Absurdo’

Neville Proa, presidente da Viton 44, não gostou da medida adotada pelo departamento de futebol do Tricolor e afirmou que não sabe se continuará investindo no futebol

flu fecha treinoPrincipal investidor do futebol carioca em 2015, Neville Proa, dono da Viton 44, que estampa suas marcas nas camisas de Flamengo, Fluminense e Vasco, criticou a decisão do Tricolor em fechar os treinos e vetar as entrevistas coletivas após as atividades. Segundo Neville, a prática é absurda e afasta o torcedor do clube, que agora tem um grande jogador em seu elenco.

– Achei um absurdo. Absurdo. Fazer treino fechado? Evitar que o torcedor se aproxime do craque? Pra que isso? Não concordo com essa prática e sempre que me perguntarem vou dar a mesma opinião. Estão ganhando um dinheiro que pagamos e o resto que se dane. Não é preciso nem falar – disse o dono da Viton 44, ao LANCE!.

Questionado se a empresa planeja alguma ação de marketing para a possível estreia de Ronaldinho Gaúcho no sábado, quando o Fluminense encara o Grêmio, às 18h30, no Maracanã, Neville foi rápido:

– Não. Não temos nenhum envolvimento com o Ronaldinho. O que eu sei de Ronaldinho no Fluminense é através da imprensa.

O contrato da Viton 44 (que estampa as marcas do Mate Vitton na frente, do Guarativon nas mangas e do Guaravita nas costas da camisa tricolor) com o Fluminense vai até o fim de 2016. Ao falar sobre uma possível renovação no fim do ano que vem, Neville citou o momento complicado da economia do país e disse que vê esse tipo de investimento com “olhos embaçados”.

– Estou pensando ainda. Pensando muito. A situação da economia brasileira é uma m…, nunca se viu tanto roubo no país. A turma dos ladrões tem que ser substituída por uma equipe nova. Estou vendo o futuro com olhos embaçados, não sei o dia de amanhã. Estamos aguardando dias melhores. Mas na minha cabeça hoje nem pensar ano que vem – finalizou.

Lancenet