João Pessoa 22/07/2018 08:26Hs

Início » Esporte » River empata, mas vê o Huracán avançar à final da Sul-Americana

River empata, mas vê o Huracán avançar à final da Sul-Americana

Globo chega em uma final continental pela primeira vez em sua história depois de vencer a partida de ida

riverOs dois gols no primeiro tempo garantiram a classificação do Globo (EFE)

Os dois finalistas da Copa Sul-Americana de 2015 estão definidos. Na noite desta quinta-feira, o Huracán empatou por 2 a 2 com o River Plate em casa, no El Palacio, em Buenos Aires, mas como havia vencido a partida de ida, desbancou os atuais campeões da competição e avançou à primeira final internacional de sua história.

O adversário do Globo pelo título, inédito para ambas as equipes, será o colombiano Santa Fe, que despachou o Sportivo Luqueño, do Paraguai, com dois empates: 1 a 1 fora de casa e 0 a 0 fora. Não decisão, excepcionalmente, não há critério de gols marcados fora de casa, e qualquer igualdade no placar agregado leva a prorrogação e, se for necessário, disputa de pênaltis.

Na semifinal argentina, o favorito River Plate foi desbancado pelo Huracán em casa, no Estádio Monumental de Núñez, no último dia 5 de novembro, com gol de Cristian Espinoza, e saiu em desvantagem por uma vaga na final.

Já no duelo desta quinta-feira, os visitantes entraram com postura ofensiva, correndo atrás do prejuízo da partida de ida, mas sofreram um balde de água fria logo aos dois minutos, quando o meia Toranzo aproveitou confusão na área do River e mandou para o fundo das redes, levando a grande festa da torcida local.

A situação dos millonarios ficou ainda mais complicada aos 25 minutos, quando Ábila recebeu lançamento em boa posição, disparou em direção à meta e aproveitou a saída do goleiro Barovero para dar-lhe um chapéu e completar com a finalização para o fundo do gol.

Na segunda etapa, Marcelo Gallardo colocou Mayada e Pity Martínez no jogo, nas vagas de Vangioni e Casco, respectivamente. Mesmo mais dinâmico no ataque, o River encontrou dificuldades para superar a marcação adversária, e só descontou aos 23 minutos, quando, após boa jogada com Alario, Rodrigo Mora dominou na área e bateu forte no ângulo para dar esperanças à torcida visitante.

 

Animado por seu primeiro tento no confronto, o time comandado por Gallardo partiu para cima e perdeu oportunidade de empatar aos 30, quando Alario recebeu de Lucho González na cara do gol, mas parou no goleiro Díaz. Mas, seis minutos depois, Mora não desperdiçou sua chance em novo passe do meia veterano. O atacante recebeu pelo lado direito da área do Globo e bateu com categoria no canto para fazer o seu segundo na partida e promover a igualdade no marcador.

Os visitantes passaram a exercer pressão total sobre o Huracán, através de lançamentos e bolas alçadas na área do goleiro Díaz. Aos 45 minutos, Carlos Sánchez, de saída para o futebol mexicano, deu tapa na cara de um gandula e foi expulso, despedindo-se de maneira melancólica. Aos 47, Mora ainda teve boa chance de finalizar da entrada da área, mas mandou por cima do gol, e a noite foi mesmo de festa dos quemeros.

Fox Sports