João Pessoa 18/06/2018 13:51Hs

Início » Esporte » Sport x Fortaleza: a primeira decisão de 2015

Sport x Fortaleza: a primeira decisão de 2015

eduardo-baptista

O momento conturbado da primeira fase da Copa do Nordeste já passou. Mas é somente agora que o Sport, depois de terminar na primeira posição do Grupo B, terá a primeira decisão de verdade na temporada 2015. E o duelo de 180 minutos colocará dois ‘leões’ frente a frente: o pernambucano e o cearense. Nesta noite, na Arena Castelão, o Fortaleza recebe o Rubro-negro pelo primeiro jogo das quartas de final do Nordestão. Do lado vermelho e preto, precaução é a palavra de ordem. O técnico Eduardo Baptista não só não confirmou a escalação, como também fechou parte do último treino. Tudo para não fornecer munição ao rival.

Ainda que tenha feito mistério sobre o time que vai mandar a campo, o comandante rubro-negro não deve fazer mudanças severas na equipe. A ideia é seguir jogando no 4-5-1, com dois volantes e três meias, deixando apenas um atacante. Como Felipe Azevedo se machucou e Samuel acaba de se recuperar de lesão, Joelinton deve ser o homem de área. No entanto, há outra possibilidade em aberto. Graças às últimas boas atuações de Wendel, o volante pode pintar entre os titulares. Caso isso aconteça, a estrutura tática seria alterada, pois o cabeça de área entraria no lugar do centroavante, deixando Diego Souza como homem de referência.

“As situações já estão definidas na minha cabeça. Nós testamos duas formações, uma com Wendel e outra sem ele, e as duas são boas, mas só amanhã (hoje) vou decidir. Quero ainda estudar um pouco mais o Fortaleza e escolher o que vou usar”, limitou-se a dizer Eduardo Baptista, dando a entender que Wendel deve mesmo entrar em campo, mesmo que não comece jogando. O próprio volante reconheceu o seu bom momento. “Venho trabalhando para entrar, ter uma oportunidade e uma sequência no time. Todo mundo teve oportunidade aqui e eu procurei aproveitar a minha da melhor maneira possível”, avaliou.

Segundo Baptista, não é a escalação que será determinante para o rendimento do time, mas sim a postura da equipe dentro de campo. Apesar do pouco tempo de carreira, o treinador tem uma certa experiência em mata-matas e parece saber um pouco da receita do êxito nesse sistema de disputa. “Temos que jogar de maneira inteligente, saber marcar e ser agressivo. Um gol fora é importante e também não tomar é importante. Muda a competição, o estilo é diferente e temos que saber jogar”, analisou o treinador, que rechaçou um provável favoritismo do Leão. “O Sport vai para um jogo de mata-mata fora de casa e não tem favorito. O favorito é o que ganhar nos 180 minutos”, sentenciou.

FORTALEZA – A exemplo do Sport, o Fortaleza também realizou um treinamento com portões fechados. Para o confronto diante dos rubro-negros, o técnico Marcelo Chamusca não poderá contar com o volante Vinícius Hess, suspenso. Assim, Auremir (ex-Náutico) deve assumir o posto deixado em aberto na cabeça de área.

Ficha do jogo

Fortaleza

Deola; Tinga, Lima, Adalberto e Wanderson; Auremir, Pio, Corrêa, Maranhão e Éverton; Lúcio Maranhão. Técnico: Marcelo Chamusca

Sport

Magrão; Vítor, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha, Mike, Diego Souza e Élber; Joelinton (Wendel). Técnico: Eduardo Baptista

Local: Arena Castelão (Fortaleza)

Hora: 22h

Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL). Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Lorival Cândido das Flores (RN).