João Pessoa 20/08/2018 11:25Hs

Início » Mundo » Ataque com faca em Turku foi ato terrorista, indica polícia da Finlândia

Ataque com faca em Turku foi ato terrorista, indica polícia da Finlândia

Finlandeses deixam velas no local onde duas pessoas foram mortas a facadas, no centro da cidade de Turku, na sexta-feira (18).REUTERS/Tuomas Forsell

A polícia da Finlândia anunciou neste sábado (19) que investiga o ataque com faca na cidade de Turku, na sexta-feira (18), como um ato terrorista. O agressor, um marroquino de 18 anos, matou duas pessoas e feriu oito.

“Inicialmente o ato foi investigado como assassinato, mas durante a noite recebemos informações adicionais que indicam que foi um ataque terrorista”, anunciou a polícia desta cidade no sudoeste da Finlândia.

O agressor, um marroquino de 18 anos, foi preso logo após o ataque, no centro de Turku. Em fuga, ele foi imobilizado por disparos na perna. O rapaz está hospitalizado e ainda não pôde ser interrogado.

Uma pessoa faleceu no local do ataque e outra no hospital, ambos finlandeses. O balanço de feridos no ataque subiu de seis para oito: um italiano, dois suecos e cinco finlandeses.

As forças de segurança anunciaram a detenção de cinco pessoas em uma operação durante a madrugada em um apartamento de Turku, no âmbito da investigação sobre a agressão de sexta-feira. “Vamos interrogá-los e depois poderemos revelar mais informações. Mas estas pessoas estiveram em contato com o principal suspeito”,  afirmou o comissário Markus Laine, do Escritório Nacional de Investigações.

Ataque em bairro movimentado

A agressão aconteceu às 16h (10h de Brasília) de sexta-feira no centro da cidade portuária, em um bairro movimentado. “Uma jovem gritou muito alto em uma esquina. Vimos um homem com uma faca na mão”, contou uma testemunha ao canal público YLE.

Segundo a imprensa finlandesa, o jovem teria escolhido suas vítimas ao acaso, uma informação que a polícia não confirmou.

Os investigadores apreenderam um veículo Fiat Ducato, supostamente vinculado ao ataque. O governo intensificou a segurança nos aeroportos e estações ferroviárias. Também aumentou o número de viaturas nas ruas.

Grupo Estado Islâmico atua na Finlândia

Em junho, a Finlândia elevou o nível de risco de atentados no país, depois de identificar uma atividade do grupo Estado Islâmico. No entanto, até o momento, a polícia não pôde confirmar se o ataque está vinculado com uma célula jihadista no país.

Os principais suspeitos dos atentados que deixaram 14 mortos e mais de 100 feridos na quinta-feira (17) nas cidades espanholas de Barcelona e Cambrils também eram marroquinos, mas a polícia descarta que o ataque com faca de Turku tenha relação com as agressões na Catalunha.

“Temos que manter a calma. O ódio não é a resposta à ira”, escreveu no Twitter o primeiro-ministro finlandês, Juha Sipilä.

(Com informações da AFP)