João Pessoa 21/08/2018 02:08Hs

Início » Mundo » Homem sequestra avião do Egito e pede para ver ex-mulher em Chipre

Homem sequestra avião do Egito e pede para ver ex-mulher em Chipre

homem sequestra aviãoO avião da Egyptair no aeroporto de LamarcaREUTERS/Yiannis Kourtoglou

Um homem desviou nesta terça-feira (29) um avião da companhia EgyptAir, que fazia a ligação entre Alexandria e o Cairo, até o aeroporto de Lamarca, em Chipre. A ação não está ligada ao terrorismo, de acordo com o presidente do país, Nicos Anastasiades.

O Airbus A-320 transportava 81 passageiros e a maioria deles foi rapidamente liberada, de acordo com as autoridades cipriotas. Depois da aterrissagem, o “pirata do ar” pediu para ver, segundo ele, sua ex-mulher, que foi trazida ao aeroporto. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o sequestrador teria sido inicialmente identificado como Seif Eldin Moustafa, que também teria ordenado a “libertação de mulheres no Egito”.

Depois da aterrissagem do avião em Chipre e da liberação da maioria dos passageiros, apenas quatro pessoas, além dos membros da tripulação, continuavam na aeronave. O piloto e os comissários se recusaram a deixar o aparelho enquanto todos não forem liberados.

Razões do sequestrador são “obscuras”, diz presidente

De acordo com o presidente cipriota, os motivos que levaram o homem a sequestrar o avião ainda não estão claros. “Apenas sabemos que, de fato, ele continua casado”, declarou. Paralelamente, as autoridades do país anunciaram o fechamento do aeroporto internacional de Lamarca. Os voos foram desviados para o aeroporto de Paphos, no oeste da ilha.

O avião transportava 21 estrangeiros, sendo oito americanos, quatro britânicos, quatro holandeses, dois belgas e um francês, segundo o Ministério de Aviação Civil. Inicialmente, a tripulação pensou na possibilidade de um atentado terrorista, afirmando que o homem ameaçou o piloto dizendo que usava um cinturão de explosivos. Por enquanto, as autoridades cipriotas não confirmaram a informação.  O sequestrador também teria pedido asilo político.
Noticiário Francês