João Pessoa 20/06/2018 21:04Hs

Início » Mundo » Justiça francesa investiga identidade de homem e criança do EI que executaram árabe israelense

Justiça francesa investiga identidade de homem e criança do EI que executaram árabe israelense

sabriessid_0A justiça francesa decidiu investigar o assassinato do árabe israelense cometido pelo grupo Estado Islâmico (EI), informou uma fonte judicial nesta quinta-geira (12). No vídeo divulgado pela organização terrorista, há a voz de um jihadista francês que pode ser um próximo de Mohamed Merah, jovem que matou militares e judeus franceses na cidade de Toulouse, em 2012.

 As imagens mostram um jihadista falando francês e ao lado de um menino, aparentando cerca de 12 anos. O menor de idade teria supostamente disparado contra a cabeça e o corpo do jovem árabe israelense.

Segundo fontes policiais, é muito provável que o jihadista seja Sabri Essid e a criança seu enteado. Essid é um francês considerado próximo de Mohamed Merah, jovem que assassinou sete pessoas – três militares e quatro judeus – em Toulouse, em março de 2012. Merah foi morto dias após os assassinatos, durante um cerco da polícia em Montauban, no sul da França.

A identidade de Sabri Essid e de seu enteado ainda não foram confirmadas. A justiça abriu um inquérito por assassinato com vínculo a um grupo terrorista, formação de quadrilha em relação com um grupo terrorista, apologia ao crime e incitação a atos terroristas.

Jozem que partiu para a guerra santa (jihad)

Sabri Essi é filho de um companheiro da mãe de Mohamed Merah. Ele partiu para a Síria em 2014, aos 31 anos, na companhia de outros jihadistas.

Em 2006, ele foi detido pelo exército sírio quando se dirigia para o Iraque onde se juntaria ao grupo Estado Islâmico e lutar contra a coalização internacional. Em 2009, ele foi condenado a cinco anos e prisão.

No vídeo divulgado pelo EI, o homem que parece ser Sabri Essid ameaça Israel e faz referências aos ataques cometidos em janeiro em Paris que deixaram 17 mortos.

Noticiário Internacional