João Pessoa 19/08/2018 19:19Hs

Início » Mundo » Liderança religiosa moçambicana recusa celebrar casamentos forçados

Liderança religiosa moçambicana recusa celebrar casamentos forçados

MOÇA CASAMENTOO Conselho das Religiões em Moçambique pediu aos padres das diferentes congregações religiosas para não realizar casamentos de menores para travar a onda de matrimónios forçados.

O Conselho Nacional das Religiões pediu aos padres de diferentes religiões que não realizem casamentos de menores.

O secretário-geral do Conselho das Religiões de Moçambique, Albino Mussuei, defendeu que a medida será acompanhada de campanhas de sensibilização junto das comunidades para travar a crescente onda de casamentos forçados que se registam no país.

“Nós declaramos tolerância zero contra os casamentos prematuros; primeiro dentro das nossas congregações religiosas estamos a trabalhar na sensibilização de todos os líders, todos os pastores, todos os xeques, todos os rabinos. Temos em Moçambique toda a liderança religiosa junta para não aceitar celebrar seja qual for o tipo de casamento, sobretudo religioso, com menores de 18 anos”, afirmou o secretário-geral do Conselho das Religiões de Moçambique.

Correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.