João Pessoa 25/06/2018 09:54Hs

Início » Mundo » Rússia prende dois suspeitos de participação no assassinato do opositor Boris Nemtsov

Rússia prende dois suspeitos de participação no assassinato do opositor Boris Nemtsov

 preso matador de borisMOSCOU — Duas pessoas foram detidas neste sábado por possíveis relações com a morte do opositor russo Boris Nemtsov, assassinado no fim de fevereiro em uma rua próxima ao Kremlin, informou o Serviço Federal de Segurança russo (FSB, ex-KGB).

— Dois suspeitos foram detidos hoje (sábado) em relação com este assassinato: Anzor Gubashev e Zaur Dadayev. O chefe de Estado já foi informado — declarou o diretor do FSB, Alexander Bortnikov.

Os suspeitos são de origem caucasiana, informou Bortnikov, assegurando que as investigações sobre o caso continuam.

Nemstov era um férreo político de oposição, bastante crítico à atuação russa na Ucrânia. Morto no dia 27 de fevereiro, ele participava da convocação de uma manifestação para o dia 1º de março.

Nemtsov foi baleado quatro vezes na Grande Ponte de Pedra de Moscou, a menos de 500 metros do Kremlin e em frente à famosa Catedral de São Basílio. Ele morreu no local.

Sua morte comoveu o país e levou milhares de pessoas para as ruas, que transformaram o protesto que o político havia convocado em uma homenagem póstuma.

O principal opositor ao Kremlin, Alexei Navalny, acusou os “serviços especiais” russos e o governo de estarem por trás do assassinado. O presidente Vladimir Putin, por sua vez, qualificou a morte de Nemtsov como uma “provocação” para desestabilizar o país e prometeu que os autores serão julgados.

O Globo