João Pessoa 25/05/2018 03:31Hs

Início » Mundo » Trump e May concordam em fechar acordo bilateral “rápido” após o Brexit

Trump e May concordam em fechar acordo bilateral “rápido” após o Brexit

Antes mesmo de iniciar a segunda fase de negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, o chamado Brexit, a primeira-ministra britânica, Theresa May, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, concordaram com a importância de os dois países fecharem um acordo comercial bilateral “rápido” após a oficialização do divórcio. A informação foi passada há pouco por Downing Street, o endereço oficial do governo britânico, sobre um telefonema que a premiê deu mais cedo ao líder norte-americano.

“A primeira-ministra atualizou o presidente sobre o recente bom progresso das negociações do Brexit, e o presidente apresentou o progresso que ele havia feito em sua agenda econômica”, trouxe o comunicado do governo, assinado por um porta-voz.

O Reino Unido acabou de receber o aval da UE para passar para uma nova etapa de negociações, que incluem temas mais delicados para as partes, como a questão aduaneira e o acesso ao mercado único. Qualquer acordo bilateral britânico só poderá ser fechado após a saída efetiva do país do bloco, marcada para 29 de março de 2019.

Os dois líderes também conversaram sobre outros pontos relativos à geopolítica, como Jerusalém e Iêmen. “Eles discutiram as diferentes posições que nós britânicos assumimos no reconhecimento de Jerusalém como a capital israelense e concordamos com a importância de os EUA apresentarem novas propostas para a paz, bem como o apoio da comunidade internacional a esses esforços”, relatou o porta-voz.

O comunicado também enfatizou que o Reino Unido continua com “preocupações profundas” sobre a situação humanitária no Iêmen. “Eles concordaram com a importância vital da reabertura do acesso humanitário e comercial para evitar a fome e aliviar o sofrimento dos iemenitas inocentes.”

O telefonema foi feito pela primeira-ministra, que iniciou a conversa oferecendo suas condolências pela perda de vidas no acidente de trem que ocorreu no Estado de Washington. No fim da conversa, de acordo com o porta-voz, eles se desejaram Feliz Natal e disseram esperar continuar a manter contato. (Célia Froufe, correspondente – celia.froufe@estadao.com)

Estadão