João Pessoa 26/05/2018 08:04Hs

Início » Notícias » 46% acreditam que economia melhorará, diz DataPoder360

46% acreditam que economia melhorará, diz DataPoder360

Só 14% acham que situação ficará pior - Para 38%, hoje está pior que há 1 ano - Rejeição a Temer permanece em 71%

Presidente Michel Temer , ministros Ronaldo Nogueira, Eliseu Padilha e o presidente do TST Ives Gandra, durante a cerimônia de lançamanto da Plataforma Digital do Programa Emprega Brasil. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

As últimas semanas trouxeram alguns indicadores positivos, como a redução nas taxas de desemprego, que parecem já afetar a percepção dos brasileiros. A pesquisa DataPoder360 de novembro indica que 46% acreditam que a economia vai melhorar nos próximos meses. Só 14% disseram que a situação ficará pior.

A economia ficará estacionada para 21% dos entrevistados. Outros 19% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi realizada de 16 a 18 de novembro de 2017. Foram feitas 2.171 entrevistas por telefone, com pessoas de 143 cidades. A margem de erro é de 2,9 pontos percentuais.

REFLEXOS NO BOLSO

Os dados do DataPoder360 mostram que o otimismo com o estado geral da economia influencia na percepção sobre as finanças pessoais. 58% falam em melhora. Para 17%, a situação deve piorar. Há ainda 16% que acham que nada mudará.

PRESENTE AINDA É RUIM

Apesar de o otimismo predominar sobre o futuro,  38% dos entrevistados responderam que o cenário da economia está pior do que há 1 ano. O percentual supera os 26% que acham que houve melhoras no período. Para 21%, a economia está igual.

Os dados detalhados mostram diferença na percepção entre homens e mulheres sobre evolução da economia em 1 ano. 51% dos homens disseram que hoje está pior. Entre as mulheres, o percentual com essa opinião cai para 25%.

No Sul (28%) e no Nordeste (27%), a impressão de que a economia piorou está abaixo da média nacional. As demais regiões tem percentuais acima da média.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

A pesquisa DataPoder360 de novembro mostra uma estabilização dos níveis de aprovação e rejeição do governo de Michel Temer no último mês: 71% avaliam de forma negativa e 5% de forma positiva.

A análise dos dados estratificados mostra que a rejeição ao presidente é muito maior entre homens e no universo dos que têm de 25 a 59 anos e habitantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

CONHEÇA O DATAPODER360

A operação jornalística que comanda o Drive e o portal de notícias Poder360 lançou em abril de 2017 uma divisão própria de pesquisas: o DataPoder360.

As sondagens nacionais são periódicas. O objetivo é estudar temas de interesse político, econômico e social. Tudo com a precisão, seriedade e credibilidade do Poder360.

Leia a íntegra das pesquisas anteriores do DataPoder360: abrilmaiojunhojulhoagosto e setembro e outubro.

SAIBA QUAL É A METODOLOGIA

DataPoder360 faz suas pesquisas por meio telefônico a partir de uma base de dados com cerca de 80 milhões de números fixos e celulares em todas as regiões do país.

A seleção dos números discados é feita de maneira aleatória e automática pelo discador.

O estudo é aplicado por meio de um sistema IVR (Interactive Voice Response) no qual os participantes recebem uma ligação com uma gravação e respondem a perguntas por meio do teclado do telefone fixo ou celular.

Só ligações nas quais o entrevistado completa todas as respostas são consideradas. Entrevistas interrompidas ou incompletas são descartadas para não produzirem distorções na base de dados.

Os levantamentos telefônicos permitem alcançar segmentos da população que dificilmente respondem a pesquisas presenciais. É muito mais fácil atingir pessoas em áreas consideradas de risco ou inseguras –como comunidades carentes em grandes cidades– por meio de uma ligação telefônica do que indo até as residências ou tentando abordar esses cidadãos em pontos de fluxo fora dos seus bairros.

O resultado final é ponderado pelas variáveis de sexo, idade, grau de instrução e região de origem do entrevistado ou entrevistada. A ponderação é um procedimento estatístico que visa compensar eventuais desproporcionalidades entre a amostra e a população pesquisada. O objetivo é que a amostra reflita da maneira mais fiel possível o universo que se pretende retratar no estudo.

DataPoder360 trabalha com uma margem de erro próxima a 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. A cada pesquisa nacional, são realizadas aproximadamente 2.100 entrevistas completas em todas as regiões do país.

A rodada deste mês do DataPoder360 foi realizada de 16 a 18 de novembro de 2017. Foram entrevistadas 2.171 pessoas com 16 anos ou mais em 143 cidades. A margem de erro deste estudo é de 2,9 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.

Poder360