João Pessoa 24/05/2018 07:59Hs

Início » Notícias » Abel Braga se emociona ao lembrar da morte de filho durante entrevista

Abel Braga se emociona ao lembrar da morte de filho durante entrevista

Ao programa Esporte Espetacular, da TV Globo, técnico do Fluminense resumiu ano complicado dentro e fora dos campos

O ano de 2017 marcou definitivamente a vida do técnico Abel Braga. Em julho, o comandante do Fluminense teve que lidar com a morte do filho João Pedro Braga, de 18 anos. O jovem caiu da janela do apartamento da família, no Leblon, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro.

Em entrevista exibida no programa Esporte Espetacular da TV Globo, Abelão, como é carinhosamente chamado pelos jornalistas, não se conteve ao lembrar do fato.

“Eu quero saúde. Não me incomoda mais pequenos dramas. Hoje eu vejo o quanto eu me aborreci, o quanto, de repente, não tratei da melhor maneira possível, ou de uma maneira melhor alguém por me incomodar muito por pequenos dramas. Não vale a pena. E te falo isso porque nesse ano até meu último dia de vida vai ficar um vazio que não vai ser preenchido. Porque eu sei que a dor não vai sumir, a saudade não vai desaparecer. Quando eu chegava em casa eu falava: “E aí, filho?!” “E aí, pai”. E aí, eu beijava a testa dele. Vou lembrar disso. E que eu não esqueça: não quero ser tão chato quanto eu era. O meu filho me ensinou isso e acho que é dessa maneira que ele ensinou o Brasil a me ver”, detalhou Abel ao Esporte Espetacular.

Filho mais novo do técnico, João Pedro Braga tomava banho antes de cair da janela do apartamento.  O corpo do jovem caiu no estacionamento do edifício e o seu enterro ocorreu em 30 de julho. À época, clubes e jogadores demonstraram apoio ao pai do jovem. Homenagens se repetiram durante o Campeonato Brasileiro e demais competições disputadas pelo Fluminense.

Pra mim foi o ano mais difícil. Não só de maneira profissional mas de maneira pessoal. Eu me orgulho desse ano. Nós ganhamos uma Taça Guanabara, uma final de Carioca, uma quarta de final de Sul-americana. Mas, o maior título foi não cair de divisão, porque foi complicado demais 

Abel Braga, técnico do Fluminense
Metrópoles