João Pessoa 21/06/2018 23:25Hs

Início » Notícias » Alertas do TCE a gestores passam de dois mil em 2017, revela conselheiro André Carlo

Alertas do TCE a gestores passam de dois mil em 2017, revela conselheiro André Carlo

O prefeito Emerson Panta observou que “os alertas emitidos pelo TCE funcionam como balizadores para todos os que fazem a administração pública

André Carlo Torres é presidente do TCE-PB (Foto: Divulgação-assessoria)

O presidente do TCE-PB, conselheiro André Carlo Torres,  revelou na manhã desta sexta-feira (15) durante solenidade de abertura do 1º Seminário de Controle da Administração Pública, promovido com apoio da Corte pela prefeitura de Santa Rita, por meio de sua Controladoria Geral, que até o final deste ano o tribunal vai emitir mais de dois mil alertas a gestores na Paraíba.

Ele destacou, na ocasião, o trabalho do corpo técnico do Tribunal, a atuação dos representantes do Ministério Público de Contas, e a análise constante das informações e dados enviados pelos gestores, como fundamentais para consolidação do sistema de acompanhamento da gestão, adotado este ano pelo TCE. E desejou êxito ao evento, “pelo espaço de reflexão e troca de conhecimento que proporciona”.

Em seguida, o prefeito Emerson Panta observou que “os alertas emitidos pelo TCE funcionam como balizadores para todos os que fazem a administração pública, contribuindo para melhorar a eficiência das gestões e beneficiando, por consequência, a população”.

A programação de exposições foi aberta com palestra sobre o tema ‘Sistema de Controle da Administração Pública’, a cargo da procuradora Sheyla Barreto Braga de Queiroz, do Ministério Público de Contas, e do advogado Marcos Villar.

As demais palestras, até o final da tarde, abordaram: ‘Controle e Gestão de Contratos’ ( com Atamilde Alves do Nascimento e Filype Mariz de Sousa), ‘Formalização e Controle dos Institutos de Previdência Municipais’ (Luzemar Martins e Tales Catão), e ‘Tecnologia da Informação e Controle da Administração Pública: Sagres Combustível’, tema exposto por Rafael Moraes e Walter Pereira Dias Neto.

ClickPB