João Pessoa 26/04/2018 03:31Hs

Início » Notícias » Atropelamento na cidade alemã de Münster deixa mortos e feridos

Atropelamento na cidade alemã de Münster deixa mortos e feridos

Polícia alemã considera o caso como atentado; motorista da van se matou com um tiro depois do atropelamento.

Várias pessoas morreram e outras ficaram feridas, neste sábado (7), no centro de Münster, noroeste da Alemanha, após uma van avançar sobre os pedestres, anunciou a polícia. O motorista teria se matado com um tiro em seguida.

Citando fontes policiais, o jornal Rheinische Post noticiou a morte de três pessoas. Policiais falaram em 30 feridos, e alguns estão em situação grave.

A polícia alemã considera o caso como um atentado, apesar de as circunstâncias ainda não estarem claras.

Mapa mostra localização de Münster na Alemanha (Foto: Alexandre Mauro/G1)Mapa mostra localização de Münster na Alemanha (Foto: Alexandre Mauro/G1)

Mapa mostra localização de Münster na Alemanha (Foto: Alexandre Mauro/G1)

Policiais estão à procura de explosivos e a polícia pediu à população que evite a área afetada. As investigações estão concentradas perto do Kiepenkerl, um restaurante tradicional no meio da cidade velha de Münster.

O incidente ocorreu nas proximidades da estátua Kiepenkerl, no centro da cidade, uma área muito frequentada por moradores e turistas.

Veículo atingiu pessoas que almoçavam no restaurante no centro velho de München (Foto: Reprodução/Twitter)Veículo atingiu pessoas que almoçavam no restaurante no centro velho de München (Foto: Reprodução/Twitter)

Veículo atingiu pessoas que almoçavam no restaurante no centro velho de München (Foto: Reprodução/Twitter)

O governo alemão expressou solidariedade às vítimas do atropelamento. “Terríveis notícias de Münster. A polícia da Renânia do Norte-Vestfália os mantém informados. Nossos pensamentos estão com as vítimas e seus parentes”, escreveu a vice-porta-voz do governo, Ulrike Demmer, na rede social Twitter.

Atentado em 2016

Em dezembro de 2016, um caminhão invadiu uma feira de Natal em Berlim, deixando 12 mortos e 70 feridos. O tunisiano Anis Amri, responsável pelo atentado, foi morto pela polícia da Itália 4 dias depois.

G1