João Pessoa 24/06/2018 12:54Hs

Início » Notícias » Cartaxo diz que CPI é um “desejo eleitoreiro” da oposição e manda recado para a bancada

Cartaxo diz que CPI é um “desejo eleitoreiro” da oposição e manda recado para a bancada

O prefeito também deu um recado claro aos parlamentares da situação que assinaram o pedido de instalação da CPI na Câmara Municipal e os aconselhou a se definirem onde querem ficar.

cartaxo1O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), quebrou o silêncio nesta quinta-feira (10) e comentou a tentativa de vereadores de instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar supostas irregularidades nas obras da Lagoa, com base em relatório da Controladoria Geral da União (CGU). O gestor ainda aproveitou a oportunidade para mandar um recado aos parlamentares que, segundo ele, precisam se decidir em que time querem jogar.

Para Cartaxo, a bancada da oposição tenta atrapalhar a intervenção da Prefeitura na Lagoa por conta da proximidade das eleições, mas garantiu que as obras serão entregues até 30 de junho.

“Essa questão da CPI está clara de que é um desejo eleitoreiro da bancada de oposição que está esperando o momento de tentar inviabilizar uma obra importante para a cidade de João Pessoa que é a Lagoa, mas doa em quem doer, a Lagoa vai ser entregue ao povo de João Pessoa porque é uma obra importantíssima e aguardada há mais de cem anos pela população”, disse.

O prefeito também deu um recado claro aos parlamentares da situação que assinaram o pedido de instalação da CPI na Câmara Municipal e os aconselhou a definirem onde querem ficar.

“Você não pode jogar em dois times, tem que escolher o time em que você vai jogar, ou você é oposição ou é situação, não pode ficar no meio de campo querendo jogar nos dois times ao mesmo tempo. A nossa bancada é aquela que vota nos nossos projetos, que participa e acredita no trabalho que estamos realizando na cidade. Vamos continuar dialogando muito com nossa bancada na Câmara Municipal. A vida é feita de escolhas e decisões. Se o vereador quer ir para a oposição, vai vestir a camisa da oposição, não pode é estar dentro da bancada de situação vestindo a camisa da oposição. Eu digo que os vereadores que fazem parte da nossa bancada efetivamente são os que vestem a camisa da gestão, que trabalham em sintonia com a Prefeitura. A escolha do vereador é legítima e eu respeito a decisão. Agora, não vamos ficar com uma bancada dividida”, declarou.

Por fim, ele destacou que órgãos como a CGU e Tribunal de Contas do Estado (TCE) colocam a Capital entre as cidades mais transparentes do país e do estado.

Blog do Gordinho