João Pessoa 22/05/2018 14:12Hs

Início » Notícias » Catalunha: Barça é vítima colateral da crise independentista

Catalunha: Barça é vítima colateral da crise independentista

“Bem-vindo à República da Catalunha”, anuncia a torcida.REUTERS/Albert Gea

Apesar da vontade de se manter à margem das tensões entre independentistas e unionistas, o FC Barcelona não deixa de sofrer as consequências. A frequência do estádio está em forte baixa, os patrocinadores tentam ganhar tempo e o clube emblemático da Catalunha vê sua força econômica vacilar.

Apesar de um início de temporada espetacular com um primeiro lugar na classificação da Liga e de uma equipe invicta, os jogadores do Barça se apresentam há algumas semanas em um estádio pela metade.

Os “sócios”, os torcedores, que muitas vezes vendem seus lugares para turistas, não conseguem mais fregueses por causa do declínio, iniciado há três meses, do número de visitantes.

O mesmo se pode constatar no museu do clube, o mais visitado da cidade, e nas lojas, onde as camisetas “blaugrana” e produtos derivados vendem bem menos.

Investidores esperam eleições

 O pior fica reservado para o futuro do clube, diante da prudência demonstrada por patrocinadores americanos ou asiáticos, fundamentais para financiar a construção do novo estádio de Camp Nou. Os investidores decidiram esperar o resultado das eleições na Catalunha antes de se comprometer com a conta das obras, calculada em €300 milhões.

Qual o futuro do Barça em caso de ruptura com a Espanha? Continuaria sendo um grande clube se tiver que competir em um campeonato limitado?

Para o clube catalão, que se prepara para um jogo decisivo neste sábado diante do Real Madri, o futuro também vai ser disputado nesta quinta-feira (21), nas eleições regionais antecipadas.

RFI