João Pessoa 26/05/2018 09:53Hs

Início » Notícias » De olho em 2014, Veneziano prepara-se para botar o pé na estrada

De olho em 2014, Veneziano prepara-se para botar o pé na estrada

Prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB) levará seu nome a cédula em 2014. “Tenho esse direito, ainda mais contando com o apoio do meu partido”. Rogou aos peemedebistas que superem as divergências. Disse que necessário se faz a unidade. “Essas divisões é um erro, que não pode ser repetido para o futuro”.

Tomado pelas suas palavras, Veneziano quer que o partido mantenha a unidade em torno do seu nome na futura eleição para o governo do Estado.
Sem mandato a partir de janeiro, o prefeito campinense vai ter tempo para cuidar da campanha a governador do Estado.

Como se sabe, ele está concluindo o mandato de oito anos a frente da prefeitura de Campina Grande. Deixa em caixa para o sucessor Romero Rodrigues (PSDB) R$ 105 milhões para tocar as obras de investimentos. Também, as folhas de pagamentos dos servidores quitadas.

“Nós próximos dois anos, o prefeito Romero vai inaugurar obras em Campina Grande que tem a marca do nosso governo. Cada placa que afixar em cada obra terá a nossa assinatura, seja nos contratos ou licitações (…). Os recursos estão assegurados”.

Acompanhado do irmão senador Vital Filho (PMDB), o prefeito Veneziano vai a Brasília neste domingo (9). Quer começar a semana já tratando de assuntos do interesse da sociedade de Campina Grande. Pois bem. O “V” vai tratar de recursos para a construção do Canal da Santa Rosa/Centenário, um compromisso firmado por sua gestão. O projeto está orçado em R$ 8 milhões.

Sobre o futuro, não pensem que o prefeito Veneziano Vital irá cruzar os braços e esperar que as coisas aconteçam. Sem mandato, ele terá tempo de trabalhar a sua candidatura ao governo. Enquanto isso, os futuros adversários do embate para o governo estarão ocupados com a gestão ou mandato parlamentar.

De uma coisa o prefeito tem certeza: “o senador Vitalzinho e a deputada Nilda (Gondim) vão contribuir com a administração do futuro prefeito Romero Rodrigues”. Uma conduta de poucos.

Marcone Ferreira