João Pessoa 26/04/2018 01:32Hs

Início » Notícias » ‘Dia D’ de vacinação contra a raiva é realizado neste sábado na Paraíba

‘Dia D’ de vacinação contra a raiva é realizado neste sábado na Paraíba

Meta deste ano é imunizar mais de 604 mil animais entre cães e gatos. Em todo o estado, mais de 900 postos de vacinação serão instalados.

caes e gatosAcontece neste sábado (28) o ‘Dia D’ da campanha de vacinação contra a raiva na Paraíba. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a meta deste ano é imunizar 604.992 animais em todo o estado, sendo 413.079 cães e 191.913 gatos. Em toda a Paraíba, mais de 900 postos de vacinação serão instalados e funcionarão das 8h às 17h (horário local).

Segundo a secretaria, devem ser vacinados todos os cães e gatos a partir dos três meses de idade e em bom estado de saúde. O órgão explica que não há contraindicação para a vacina, e que esta é a única forma de evitar a infecção rábica nos animais domésticos. A campanha faz parte do Plano de Eliminação da Raiva Humana transmitida por cães e gatos, principal foco da doença no ciclo urbano.

“É muito importante a imunização destas espécies pelo fato do Ministério da Saúde ter assumido o compromisso de eliminar a raiva humana transmitida por cães até o final deste ano. Evitando que a doença chegue aos animais, consequentemente, ela não chegará aos humanos”, explicou o chefe do Núcleo de Zoonoses da SES, Francisco de Assis.

A raiva é uma doença infecciosa transmitida ao homem por meio de mordeduras, arranhaduras, lambedura de mucosas ou pele lesionada por animais raivosos. A doença acomete o sistema nervoso central, sendo incurável e levando ao óbito quase todos os pacientes acometidos por ela. Todos os mamíferos podem transmitir ao homem o vírus da raiva, mas cães, gatos e morcegos são os principais transmissores, e a vacina é a única maneira de controlar a doença.

Em caso de mordida por um destes animais, a pessoa deve lavar o local machucado imediatamente, com água e sabão. Após limpar o local, a recomendação é de que a pessoa procure a unidade de saúde mais próxima. É recomendável, se possível, isolar o animal por 10 dias, para analisar o grau de manifestação da doença.

G1-PB