João Pessoa 20/06/2018 09:08Hs

Início » Notícias » Leandro dos Santos é empossado como desembargador do TJ

Leandro dos Santos é empossado como desembargador do TJ

O mais novo desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba, Leandro dos Santos, foi empossado na tarde desta terça-feira, 16. O novo membro chega à Corte de Justiça maior depois de uma trajetória de 24 anos dedicados à Magistratura. “Ao eleger um de seus membros, o Tribunal de Justiça da Paraíba fortelece o princípio da moralidade, por ter empossado uma pessoa que julgou e foi julgado, depois de reconhecido pelo seu desempenho funcional”, disse o advogado Luiz Carlos Santos, magistrado aposentado e pai do desembargador, falando em nome da OAB. O magistrado foi saudado ainda pela desembargadora Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti, em nome do Poder Judiciário, e pelo procurador Oswaldo Trigueiro do Vale Filho, procurador Geral de Justiça.
O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos, que presidiu a sessão, lembrou sua dedicação à Magistratura e destacou suas qualidades ao proferir decisões rápidas, sempre demonstrando competência e humildade. Falando em nome da Corte de Justiça, a Desembargadora Maria de Fátima Morais Bezerra Cavalcanti lembrou o momento especial que se realiza com a força do destino, traçado pela mão invisível de Deus. “Que o trouxe para brilhar nesta Corte como um das estrelas da constelação do TJPB. Sei que manterá a conduta ética e moral e continuará a ser um servidor da Justiça”, enfatizou a magistrada.
O procurador Geral de Justiça da Paraíba, Oswaldo Trigueiro do Vale Filho, também direcionou suas convicções à condulta ilibada do novo membro do Poder Judiciário, ao longo de sua carreira na Magistratura. “Ser desembargador não é o mais importante. Ser Leandro dos Santos, humano, limpo, ético, imparcial, crível, isto sim, é o que mais importa. Transpor tudo isso para o seu exercício é ter a certeza de que o papel que o povo, o Estado, a representação lhe confiou, valeu a pena, ressaltou Osvaldo Trigueiro.
Leandro dos Santos enalteceu sua dedicação à Magistratura e lembrou o esforço dos bons juízes para resistir aos algozes do Judiciário. Falou do exemplo do ministro Joaquim Barbosa, do STF, que tem pautado seus julgamentos na defesa dos princípios da moralidade, referindo-se ao processo do “mensalão”, em julgamento na Corte Superior. “Bem mais do que peregrino de Santiago de Compostela , venci um percurso de 24 anos, 4 meses e 17 dias, desde a data da minha posse em 03 de junho de 1988, até a data de hoje”, enfatizou ao frisar sua carreira.
“De lá pra cá minha vida se confunde com o exercício da judicatura. Nunca reclamei e jamais irei reclamar . A vocação que me conduziu por esse caminho foi inspirada em paixão avassaladora, que me conquistou desde muito tempo, quando ainda adolescente, acompanhando a carreira de meu pai, juiz em Taperoá nos idos de 1979.”, enfatizou o novo desembargador.” disse.
O novo desembargador avaliou ainda que o juiz não é aquele que apenas comparece ao expediente e cumpre sua tarefa diária. “O juiz é muito mais que isso. O juiz deve ser elemento da cidadania; defensor das garantias individuais e coletivas. O juiz deve ser força em prol da segurança de uma coletividade; o juiz dever ser meio de realização da Justiça”, concluiu.
parlamento