João Pessoa 21/08/2018 02:09Hs

Início » Notícias » Nas Filipinas, milhares são evacuados antes da chegada do tufão Hagupit

Nas Filipinas, milhares são evacuados antes da chegada do tufão Hagupit

tufão hagthVárias dezenas de milhares de pessoas foram evacuadas nesta sexta-feira, nas Filipinas, de cidades costeiras e de áreas propensas a deslizamentos de terra no centro do país. O motivo é a aproximação do tufão Hagupit. “Todos os recursos estão sendo utilizados”, afirmou o diretor regional de defesa civil Bernardo Alejandro, destacando que os veículos das autoridades locais e do exército estão contribuindo para as operações.

 Várias dezenas de milhares de pessoas foram evacuadas nesta sexta-feira (5), nas Filipinas, de cidades costeiras e de áreas propensas a deslizamentos de terra no centro do país. O motivo é a aproximação do tufão Hagupit, que deve atingir neste sábado (6) à tarde a costa leste do arquipélago. As retiradas acontecem um ano após a passagem devastadora do tufão Haiyan, que deixou mais de 7.000 mortos e quatro milhões de desabrigados – atualmente milhares de pessoas ainda moram em tendas ou em abrigos improvisados.

Além das evacuações, portos foram fechados em todo o país, deixando 2.000 passageiros retidos na capital, Manila, na região de Bicol, no centro do país, e na ilha de Mindanao, no sul. As companhias aéreas Philippine Airlines e Cebu Pacific cancelaram alguns dos seus voos para o centro e o sul do país.

Áreas que ainda não foram totalmente recuperadas após a passagem destruidora de Haiyan poderiam ser novamente atingidas, segundo os serviços meteorológicos. O tufão Hagupit está se movendo lentamente sobre o oceano Pacífico e tem seu epicentro a cerca de 430 km do sudeste das Filipinas, com ventos de 215 km/h, podendo alcançar a velocidade de 250 km/h.

O tufão deve atingir no sábado à tarde as províncias de Samar do Norte e Samar Oriental provocando chuvas torrenciais. Cerca de dez milhões de pessoas podem ser afetadas por inundações nas regiões de Bicol e Visayas. “Todos os recursos estão sendo utilizados”, afirmou o diretor regional de defesa civil Bernardo Alejandro, destacando que os veículos das autoridades locais e do exército estão contribuindo para as operações de evacuação.

 

Noticiário Internacional