João Pessoa 21/05/2018 06:55Hs

Início » Notícias » Oi fica sem presidente e ministro Gilberto Kassab já fala em intervenção

Oi fica sem presidente e ministro Gilberto Kassab já fala em intervenção

Decisão será tomada até 3ª feira - CEO Marco Schroeder saiu hoje - Governo quer barrar Nelson Tanure

A renúncia do CEO da Oi, Marco Schroeder, caiu como uma bomba no governo do presidente Michel Temer. A intenção agora é acelerar os trâmites para uma eventual intervenção federal na companhia. A decisão vai ser tomada até 3ª feira (28.nov.2017).

“Vou convidar para uma reunião o presidente da Anatel, Juarez Quadros, e a ministra da AGU, Grace Mendonça, para avaliarmos juntos a situação”, disse ao Poder360 o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

“Com a responsabilidade de ser o ministro das Comunicações, vou propor a intervenção caso sejam percebidos indícios de que o processo não está de acordo com o compromisso de boa governança, com a neutralidade e com o entendimento que já foi estabelecido pela Justiça, pela Anatel e pelo governo”, disse Kassab.

Kassab não elabora a respeito, mas o Poder360 apurou que a decisão do governo é a de impedir o avanço do empresário Nelson Tanure sobre a Oi.

Tanure comanda uma parte dos acionistas da Oi que têm juntos cerca de 30% da empresa. Ele é 1 dos postulantes a herdar a tele, cuja situação financeira é calamitosa, com uma dívida de R$ 64,5 bilhões.

O governo sempre teve mais simpatia por grupos estrangeiros do que por Tanure no processo de passar a empresa adiante. No início deste mês de novembro de 2017, a China Telecom passou a ser favorita para ficar com a Oi, ao oferecer 1 aporte de R$ 10 bilhões.

O processo não andou porque os chineses querem a aprovação de uma lei pelo Congresso transformando a concessão do setor de telefonia em autorização. Isso permitira a entrada da China Telecom, o saneamento da empresa e, eventualmente, a venda da companhia mais adiante –sem as amarras da atual legislação.

É praticamente impossível que o governo do presidente Michel Temer consiga votos no Congresso para fazer tamanha alteração no curto prazo.

Durante as negociações, as pressões internas na Oi continuaram e o CEO da empresa caiu nesta 6ª feira (24.nov). Eis a íntegra da carta de renúncia. O governo enxergou nesse movimento uma ação de Tanure, que com seus cerca de 30% de poder acionário pode manobrar para que o substituto seja alguém favorável ao seu grupo.

Caso o substituto de Marco Schroeder não seja alguém que indique neutralidade em relação aos grupos interessados na Oi, a intervenção por parte do governo é quase certa.

 Poder360