João Pessoa 20/07/2018 14:42Hs

Início » Notícias » Padrasto é acusado de matar enteado de 10 anos por dizer que é gay

Padrasto é acusado de matar enteado de 10 anos por dizer que é gay

Menino Anthony Avalos, de 10 anos, morto na semana passada (Crédito: Reprodução/ Arquivo da família)

A polícia de Los Angeles prendeu, na última quarta-feira (27), um homem acusado de matar seu enteado Anthony Avalos, de apenas 10 anos, por ter admitido gostar de rapazes. Kareem Leiva era namorado da mãe do menino e, segundo entrevista concedida pelo tio da vítima ao canal NBC News, tem ligação com a gangue criminosa salvadorenha Mara Salvatrucha (MS-13) e histórico de envolvimento em casos de homofobia

O Departamento para Crianças e Famílias de Los Angeles afirmou, também em entrevista à NBC, que já vinha acompanhando o caso do menino Anthony, pois havia recebido denúncias anteriores de que ele não estava sendo alimentado e sofria abuso físico e sexual constantemente.

Na semana passada, a mãe de Anthony, Heather Barron, ligou para socorristas para relatar que seu filho havia “caído”. Os agentes o encontraram desacordado e o menino morreu no hospital, na manhã seguinte.

O diretor de Serviços para Crianças e Famílias, Bobby Cagle, disse que o menino aparentava estar desnutrido e ter sido seriamente espancado, segundo o Los Angeles Times.

O Conselho de Supervisores do Condado de Los Angeles ordenou que os responsáveis ​​pela proteção à criança investigassem por que Anthony ainda vivia na casa.

Istoé