João Pessoa 18/06/2018 13:51Hs

Início » Notícias » Paraíba registra mais de 10 mil casos de Dengue este ano; SES enfatiza notificação e monitoramento

Paraíba registra mais de 10 mil casos de Dengue este ano; SES enfatiza notificação e monitoramento

A Paraíba notificou 10.864 casos de dengue de 1º de janeiro a 5 de outubro deste ano, segundo novo boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (9) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). De acordo com os dados da Semana Epidemiológica 40, desse total, 5.318 foram confirmados como dengue clássica e 147 como casos graves, enquanto 2.270 já foram descartados e os demais casos continuam sob investigação.

A maior parte dos casos notificados se concentra nos municípios de João Pessoa (4.354 casos), Cabedelo (1.490 casos), Patos (479 casos), Bayeux (252 casos) e Guarabira (208 casos). Em relação ao ano de 2011, os municípios de Cabedelo, Bayeux, Uiraúna, Alhandra e Quixaba tiveram um maior número de notificações este ano. Já a capital paraibana apresenta uma redução no comparativo com o mesmo período do ano passado, que foi de 4.402 casos.

Ainda segundo o boletim, foram confirmados oito óbitos por dengue em todo estado, doze foram descartados e outros nove ainda estão sendo investigados. Segundo a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares, se comparado ao boletim epidemiológico anterior, houve uma redução no número de óbitos descartados, que era de 14. “Essa diminuição ocorreu devido à necessidade de reavaliação do Protocolo de Investigação para dois casos, bem como tivemos um acréscimo no quantitativo de óbitos que estão sendo investigados, acrescentando óbitos de João Pessoa e Olho d’ Água. Antes, eram sete os casos sob investigação”, explicou. Os óbitos confirmados por dengue ocorreram nos seguintes municípios: Itabaiana (1), Patos (1), Bayeux (1) e João Pessoa (5).

Talita Tavares alertou ainda sobre a importância do monitoramento e notificação de todos os casos. “A dengue é uma doença dinâmica que pode evoluir rapidamente de uma forma para outra. Assim, num quadro de dengue clássica, em dois ou três dias podem surgir sangramentos e sinais de alerta sugestivos de maior gravidade. Daí surge a necessidade da notificação dos casos graves em até 24 horas de acordo com a Portaria 104 do MS”, explicou a gerente.  Essas situações devem ser notificadas no Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), pelo telefone (83) 8828-2522 (plantão 24 horas).

Divulgação de dados – A gerente executiva de Vigilância em Saúde informou que haverá uma alteração na forma de divulgação dos dados referentes às notificações dos casos de dengue devido às poucas variações apresentadas nos últimos boletins. “A necessidade de disponibilização do Boletim Epidemiológico de forma semanal é uma estratégia adotada quando observamos a necessidade de termos um monitoramento dos dados em menor período de tempo, mediante o grande volume de notificações que possa ocorrer. Nesse momento, devido às poucas variações nos dados monitorados, o Boletim Epidemiológico da Dengue no Estado será divulgado quinzenalmente, sem trazer prejuízo ao trabalho que já vem sendo feito e divulgando qualquer alteração existente em tempo hábil”, adiantou.

Apesar da modificação, Talita Tavares garantiu que a SES continuará divulgando nota semanal para a imprensa com o quantitativo e classificação de notificações, porém a análise técnica e detalhada estará contemplada, apenas no Boletim Epidemiológico.

Secom-PB