João Pessoa 18/06/2018 02:22Hs

Início » Notícias » PMDB quer Temer candidato e não aposta em Meirelles

PMDB quer Temer candidato e não aposta em Meirelles

Partido dá até abril para ministro

Presidente Michel Teme, Henrique Meirelles, Eliseu Padilha, Paulo Ziulkoski na reunião da Confederação Nacional dos Municípios e Associações
e Federações Estaduais e prefeitos. Brasilia, 13-12-2017. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O maior adversário da candidatura do ministro Henrique Meirelles (Fazenda) à Presidência da República é seu chefe, Michel Temer.

A cúpula do PMDB acha que Meirelles não tem carisma nem jogo de cintura para emplacar no gosto do eleitorado. E mais: se o governo estiver suficientemente bem para sustentar uma candidatura, o melhor é que o escolhido seja do partido.

Os peemedebistas do Planalto raciocinam: se a economia melhorar e o governo conquistar alguma aceitação, também melhora o nível de popularidade do presidente da República. E se Temer estiver bem, ele é o melhor nome para representar o PMDB nas eleições.

Quanto às denúncias de corrupção, o presidente se acredita tão encrencado quanto Lula (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB). São estes os 2 nomes que o governo considera mais fortes na disputa à sucessão. O petista corre risco de ser preso pela Lava Jato. O tucano enrolou-se no escândalo do metrô de São Paulo.

Daí por que o presidente passou a admitir publicamente a possibilidade de tentar a reeleição em outubro. Na 4ª (20.dez), ele declarou em entrevista ao jornalista Reinaldo Azevedo que, de fato, pode concorrer.

O ministro sabe do perigo. Embora ainda negue ser candidato, ocupou nesta 5ª praticamente todo o espaço de seu partido, o PSD, no horário gratuito da TV. Apresentou-se com 1 discurso típico de candidato.

Poder360