João Pessoa 26/05/2018 12:11Hs

Início » Notícias » “Somos projeto de mudança para ajustar processos sem riscos”, diz Demóstenes

“Somos projeto de mudança para ajustar processos sem riscos”, diz Demóstenes

Especialista em Gestão Financeira, Demóstenes lembra mudanças e pacto com novas gerações

demostenes cunha limaO médico cardiologista Demóstenes Cunha Lima resolveu aceitar pela primeira vez assumir a disputa pela presidência da UNIMED/JP, a mais importante cooperativa da cidade, depois de anos convivendo com os bastidores do cooperativismo médico como gestor Financeiro reconhecido. Candidato de Situação apoiado pelo atual presidente Alexandre Magno, ele atraiu para a composição de diretoria, novas lideranças médicas, mas baseada na junção de gerações com capacidade de gestão. “Somos um projeto de mudança permanente para ajustar processos sem riscos”, disse ele em Entrevista Exclusivaao Portal WSCOM explicando porque decidiu ir para disputa. A eleição acontece no próximo dia 17, reunindo 1.700 médicos cooperados numa estrutura que tem 146 mil usuários e 2 mil colaboradores.

Demóstenes professa o discurso de que não é único no domínio de gestão do cooperativismo, entretanto, identifica sua larga experiência, sobretudo em área muito problemática como é a de Finanças aliada ao conhecimento de causa conjuntural do Sistema e a aliança de futuro criada com novos gestores como um incremento diferenciado que o faz estar apto para conduzir as novas fases da UNIMED/JP.

MUDANÇAS NA PRATICA – Aliás, ele se posiciona como participante ativo de fortes mudanças na gestão e conceito da Cooperativa introduzindo a partir da gestão de Alexandre Magno mudanças fundamentais para o exercício da democracia na UNIMED adotando o fim da reeleição e o congelamento de pro-labore da diretoria depois de terem redução adotada em 20% dos vencimentos.

– O que me move estar no processo é o desafio diante de um momento econômico com projeções ameaçadoras, não só à saúde suplementar como ao conjunto do setor produtivo, por isso como o conhecimento de causa neste cenário de incertezas não poderia me omitir nem me furtar a dar minha contribuição como médico cooperado comprometido com a auto sustentação de nossa cooperativa – explicou.

Segundo ele, “desde a gestão do presidente Alexandre Magno que estamos aplicando fortemente mudanças de conceito e estrutura na UNIMED/JP em nível que não podemos deixar quaisquer aspectos fazer a cooperativa conviver com ameaças ou incertezas sem um domínio mais profundo sobre os meios de manter a Cooperativa com saúde financeira e estrutural”.

EQUIPE E PROCEDIMENTOS – Demóstenes disse ao WSCOM que se sente motivado também porque seu agrupamento interno na Cooperativa soube construir a composição de médicos de diversas gerações acatando e atraindo novas lideranças no processo de renovação o que, para ele, se traduz em procedimento adequado às exigências de tempo presente de aliar experiência e novos lideres.

– Estamos preparados para a fase presente e futuro porque nos mantemos na mudança de métodos e de ações sempre criando meios de assegurar à UNIMED/JP uma gestão de resultados positivos em favor dos médicos cooperados e da saúde complementar como um todo em padrão de exigências dos tempos de dificuldades à vistas, pois temos sabido há tempo superar os problemas do setor – completou.

Por fim, explicou que vai expandir os entendimentos com o Poder Judiciário e o Ministério Público para alinhar entendimentos comuns sobre as questões contratuais e o direito do consumidor para impedir que, casos pontuais mas de alta monta financeira, possam inviabilizar o atendimento e estrutura de milhares de usuários. “Vamos avançar neste processo de alinhamento e solução legal”, disse ele preocupado com a judicialização da Saúde.

Walter Santos