João Pessoa 25/06/2018 15:27Hs

Início » Notícias » Tese de entrega de cargos do PMDB no Governo RC coloca Maranhão em rota de colisão com aliados

Tese de entrega de cargos do PMDB no Governo RC coloca Maranhão em rota de colisão com aliados

Maranhão foto1Após declarar que o PMDB terá candidatura própria em João Pessoa e Campina Grande nas eleições de 2016 e que se isso implicasse na devolução dos cargos que o PMDB tem na gestão do governador Ricardo Coutinho eles seriam entregues por “um acordo comum no partido”, o senador José Maranhão fica em rota de colisão com deputados da legenda.

Nessa quarta-feira (22), o deputado Trócolli Junior declarou que desconhece a declaração do senador e presidente estadual do PMDB sobre entrega de cargos e que se realmente o entendimento do partido for o distanciamento do governo ele agirá de maneira contrária.

“Eu esperei sete meses após a eleição para tomar um novo rumo e fazer parte do governo, mesmo tendo recebido convite logo após o pleito para ocupar uma secretaria com o partido insistindo. Há dois meses tomei a decisão de estar ao lado do governo e vou estar ao lado do governo”, declarou.

Já para o deputado Nabor Wanderley, a possível entrega de cargos pode ser discutida e administrada, já que o PMDB ainda estará aliado ao PSB de Coutinho em alguns municípios e que além disso, por ainda estar no início do processo, muito diálogo ainda pode ser construído.

“A preocupação do senador Zé Maranhão é em prol do nosso partido. Lançar candidato na eleição fortalece o PMDB. Eu acho que o caminho é esse. Mas não vejo essa interferência dos cargos na relação do PSB. Aonde tivermos condições de fazer coligação com eles, vamos fazer, aqui na capital e em Campina podemos nos aliar num segundo turno”, disse o parlamentar.

PB Agora