João Pessoa 24/06/2018 01:17Hs

Início » Notícias » Tufão Hagupit deixa mais de 20 mortos nas Filipinas

Tufão Hagupit deixa mais de 20 mortos nas Filipinas

tufão matou 20 pessoasDepois de matar 21 pessoas no leste das Filipinas, o tufão Hagupit foi rebaixado para a categoria de tempestade tropical. O tufão, que atravessa o país de leste para oeste, chega nesta segunda-feira (8) ao sul da capital Manila, megalópole de 12 milhões de habitantes. O país ainda não se recuperou totalmente da passagem do supertufão Hayian há um ano que deixou pelo menos 7 mil mortos.

 Às portas da capital, Hagupit perdeu força e passou para a categoria de tempestade tropical com ventos de 110 km/h. Para as autoridades, porém, prevalece a cautela. As chuvas podem causar enchentes e deslizamentos. “Estamos em estado de alerta”, disse o prefeito de Manila, Joseph Estrada. Vários moradores de áreas de risco tiveram que deixar as suas casas. “As inundações nos preocupam”, disse o prefeito.Durante o fim de semana, o tufão varreu o leste do arquipélago com ventos de 200 quilômetros por hora. Segundo a Cruz Vermelha, das 21 vítimas fatais do tufão, 18 estavam na ilha de Samar. Gwendfolyn Pang, secretária-geral da organização, declarou que um balanço definitivo sobre os danos causados por Hagupit ainda não é possível. Mas, de acordo com o governo, a grande operação para a retirada de moradores de áreas de risco poupou milhares de vidas.

Em Tacloban, uma das regiões mais atingidas pelo supertufão Hayian no ano passado, neste ano o governo não registrou nenhuma vítima. “Demos um suspiro de alívio coletivo. Desta vez, estávamos mais bem preparados”, disse o prefeito da cidade Jerry Yaokasin.

Arquipélago está na rota de tufões

Todos os anos, o país, que tem uma população de 100 milhões de habitantes, é atingido por cerca de 20 tufões. Mas, segundo os cientistas, nesses últimos anos, a violência desses fenômenos naturais pode ser atribuída ao aquecimento global. A passagem do supertufão Hayian pelas Filipinas há um ano deixou pelo menos 7 mil mortos.