João Pessoa 20/06/2018 05:33Hs

Início » Câmara em foco » Vereador petista diz hospital Flávio Ribeiro é um espaço político: “Oposição rebate, o povo não pode ficar prejudicado”, perseguição.

Vereador petista diz hospital Flávio Ribeiro é um espaço político: “Oposição rebate, o povo não pode ficar prejudicado”, perseguição.

Os médicos sempre prestaram serviços naquele hospital é a primeira vez que o hospital sofre perseguição por parte de um prefeito.

hospital flávio ]Vereadores de oposição e situação se confrontam no plenário da Câmara de Santa Rita nesta quinta-feira (9), quando o vereador João Júnior (PSB) apresentou requerimento de Nº130/2016 concedendo voto de repúdio ao prefeito de Santa Rita Netinho, pelo tratamento que tem concedido ao único hospital Flávio Ribeiro pelo fechamento de atendimento de emergência e urgência. O clima ficou mais aguçado ainda quando o vereador petista e vice-líder da bancada do prefeito afirmou no uso da  tribuna da Câmara disse o hospital Flávio Ribeiro é um espaço político e levou a entender por todos os vereadores e quem estava assistindo a sessão nas galerias que o prefeito Netinho descumpriu um TAC deixando de honrar compromisso com o Ministério Público Federal  por perseguição política.

Na tribuna o petista Sebastião Bastos deixou claro quando fez citações de vários nomes de médicos que prestam serviços ao hospital e que são pré-candidatos á prefeito como é o caso Dr Emerson Panta, Djalma Bento, Luis Flávio, Francisco vice-prefeito de Bayeux, Drº Leonor vice-prefeita de Lucena, o vereador falou ainda que dentre os nome citados são aliados de outros políticos que fazem oposição ao prefeito Netinho.

“O hospital que emprega político é preciso ter certo cuidado, o vereador disse ainda que tivesse outro fato que para se falar da atual gestão, que após reabrir a Unidade Padre Malagrida estourou essa bomba com uma nota repúdio, o vereador atribuiu o espaço político aonde o adversário trabalha” insinuou o vereador de situação Sebastião do PT.

Já para o vereador Farias rebateu e afirmou que R$ 920,00 para administrar um hospital e mais de 3 milhões para administrar uma secretária que o secretário não administra e se o senhor não quer ver mais o povo ver que não possui “medicamento, não gases”, o vereador foi mais contundente e provou para o vereador petista que os médicos do hospital são os mesmo das gestões passadas e  foram repassados os recurso com Dr. Olido Soares, Dorivaldo e Misael além de outros e nunca houve ameaça de fechamento do hospital, Farias disse ao vereador ausador que apele para um dia não precisar desses médicos se cair em doença vai precisar deles e que são bem tratados naquela casa hospitalr que tem reconhecimento em toda a Paraíba, declarou.

O autor do propositura o vereador João Júnior foi rebateu incisivamente o vereador petista Sebastião e disse que era pura perseguição política ao hospital, o vereador Sebastião do PT disse aos colegas que nenhum vereador casa colocaria palavras na boca dele, disse.

O requerimento 130/2016, de autoria do vereador João Júnior (PSB), foi apreciado pelos parlamentares pelo qual a propositura foi derrotada pela bancado de situação do prefeito Netinho.

Lamartine do Vale.