João Pessoa 21/08/2018 02:15Hs

Início » Notícias » Vídeo mostra motorista assassinando ex-namorada em loja de material de construção

Vídeo mostra motorista assassinando ex-namorada em loja de material de construção

O crime aconteceu no último sábado, dentro da loja de materiais de construção onde a jovem trabalhava

homem mata namorada“Quem puxou o gatilho foi o ódio e o rancor que eu tinha por ela”. Foi dessa forma que o motorista Sandro dos Santos Silva, o Sandrinho, 28 anos, respondeu ao ser questionado por que assassinou a ex-namorada, Eduvirgem Queiroz Lucidato, 28, em Jabour, Vitória.
O crime aconteceu no último sábado, dentro da loja de materiais de construção onde a jovem trabalhava. Funcionários e clientes assistiram ao momento em que Sandro descarrega o revólver contra a ex-namorada.
pli220316na203.jpg
Nesta terça-feira (22), o delegado Adroaldo Lopes, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), ouviu novamente o suspeito, preso no mesmo dia do crime, quando tentava fugir para Guarapari. O delegado anexou ao flagrante imagensdo estabelecimento comercial onde aconteceu o assassinato.
As imagens mostram com detalhes o momento em que Sandro chega andando lentamente ao local, descarregava a arma contra a ex-namorada e depois foge correndo até o estacionamento, onde havia deixado o carro.
Eduvirgem Queirós Lucidato foi assassinada no bairro Jabour em Vitória
“O casal já estava separado há pouco mais de um ano, depois de seis anos de relacionamento. Pelo que levantamos, Sandro teria descoberto que a vítima estava saindo para festas, fato que o deixou insatisfeito. No depoimento, ele confessa com frieza o crime”, descreveu o delegado.
Após prestar depoimento e assumir ser um assassino, o delegado apresentou para ele as imagens do instante em que Eduvirgim é atingida pelos tiros. Ele chorou muito e disse. “Eu a amava, mas sei que virei um assassino”, disse.
Sandro vai responder pelo crime de homicídio qualificado por feminicídio, impossibilidade de defesa da vítima e motivo fútil. Sandro já possui mandado de prisão pois é acusado de outro assassinado, no ano passado, em Vila Velha.
“Ele teria se desentendido com uma pessoa dentro de uma boate, de onde tentava tirar Eduvirgem, na época namorada. O autor da agressão foi assinado na saída da casa de shows e ele é apontado como suspeito do crime“, descreveu Adroaldo Lopes.
Para a polícia, Sandro atribuiu à ex-namorada tudo o que tem passado. “Ela me abandonou quando eu mais precisei. Eu a amava mais que tudo”, afirmou.
ENTREVISTA
Sem medo de mostrar a cara, mas sempre desviando o olhar, Sandro Dos Santos Silva, de 28 anos, diz que ainda amava Eduvirgem, mas foi movido pelo ódio e rancor a matá-la.
“Sou um monstro, um assassino, matador de mulher. Depois que você consegue uma arma, fica corajoso”, afirmou o acusado.
Você matou a Eduvirgem porque ela te abandonou?
Eu passei vergonha, levei um tapa na cara e tudo porque a chamei 10 vezes pra sair daquela boate. Não acho justo pois quando eu precisei, fiquei na pior, tive que fugir e viver igual a bicho porque a polícia me procurava, ela não estava comigo.
Você planejou o crime?
Sou um monstro, assassino, matador de mulher. Fui no ódio e no rancor que guardei, não na raiva. A pessoa quando consegue uma arma toma coragem pra tudo, por isso planejei matá-la. Eu a amei muito, mas foi ela quem me abandonou quando eu mais precisei, quando estava na pior.
Pra onde você pretendia fugir?
Pra qualquer lugar que eu conseguisse chegar, o tanque do carro estava cheio. Eu sei que quem mata mulher aqui no Estado vai ser preso, cedo ou tarde. Eu pretendia fugir enquanto pudesse, mesmo sabendo que deixei rastros do crime e agora vou pagar, 5 ou 10 anos, ou o quanto for preciso.