João Pessoa 16/08/2018 09:59Hs

Início » Notícias » VIOLÊNCIA SEM FIM: Dez homicídios foram registrados nesta sexta na Paraíba

VIOLÊNCIA SEM FIM: Dez homicídios foram registrados nesta sexta na Paraíba

aluna mortaÉ inegável que vivemos dias difíceis, a violência em toda sua plenitude tem envolvido grande parte da sociedade. Na Paraíba, a violência tem feito centenas de vítimas, na maioria dos casos, o crime é ocasionado pelo envolvimento da vitima, com o tráfico de entorpecente ou similar.

Ao observarmos o quadro atual da violência urbana, muitas vezes não nos atentamos para os fatores que conduziram a tal situação, no entanto, podemos exemplificar o crescimento de adolescentes e até crianças, que se envolvem com o tráfico de drogas, seja na qualidade de consumidor, seja na condição de soldado do tráfico.

Os bairros marginalizados de nossa cidade, respondem por aproximadamente 85% dos crimes de homicídios do estado, nesses locais pelo menos 70% das mortes são provocadas pelo envolvimento das vitimas com o mundo das drogas. Isso é explicado quando nos deparamos com dados de outros estados, onde 21% de todas as mortes são provenientes de atos violentos.

Essa situação retrata a ineficiência do Estado, que não tem disponibilizado um serviço de segurança pública eficaz à sua população. Enquanto o poder público não se impõe, o crime organizado se institui como um poder paralelo, que estabelece regras de ética e conduta própria dentro e fora do sistema prisional, além da atuação de facções criminosas que ditam regras.

Muitas são as causas da violência, como: adolescentes desregrados e ilimitados pelos pais, crise familiar, reprovação escolar, desemprego, tráfico de drogas em geral, confronto entre gangs rivais, falta de influência política, falta de leis que ajudem os órgãos de segurança combater o crime organizado no estado.

Apesar de todas as causas citadas acima, a mais importante delas é a má distribuição de renda que resulta na privação da educação e melhores condições de moradia. Todo esse círculo vicioso se origina a partir da falta de condições de uma vida digna que faz com que as pessoas percorram caminhos ilegais, buscando no traficante, o apoio que não encontra no poder público.
Na Paraíba, só nesta sexta-feira, (21), dez pessoas foram assassinadas, das quais, oito eram envolvidas com alguma ilicitude.

Vejamos a escala de crimes desta sexta-feira:

Um homicida conhecido por Satanás foi morto com oito tiros em Cupissura.

Um homem foi assassinado em Sapé

Outro homicídio em Mogeiro

Em Piancó também foi registrado um homicídio

Em Solanea um jovem conhecido por Maycon Jackson, foi assassinado a tiros

Uma adolescente foi alvejada dentro da escola onde estudava, morrendo no Hospital de Trauma.

Um casal foi executado dentro de um carro em Nova Mangabeira.

Em Riachão dos Poços, Reginaldo Paulo, 32 anos e a mulher identificada como Vitória Regina, 25 anos, foram assassinados a tiros dentro de casa no momento que estavam fazendo sexo.

Ainda existem autoridades que acreditam que o crime na Paraíba teve redução. E, imaginam que a violência será combatida por meio de reforço policial, equipamentos de segurança sofisticados e na invasão de comunidades onde o tráfico se localiza, porém tais situações somente geram mais violência, pois nessas situações pessoas inocentes, que já são vítimas da situação, acabam sendo “vitimas” do aparato de segurança, sendo confundidas e condenadas a pagar por algo que foi cometido pelo parente que vive a margem da lei.

Nesse país, policia chove no molhado e enxuga gelo, porque as leis só servem para amparar e criar bandidos.

Fonte: Aguinaldo Mota

 

190PB