João Pessoa 24/06/2018 08:45Hs

Início » Paraíba » Agentes de Trânsito de Santa Rita mais uma vez com salários atrasados se reúnem no SINFESA

Agentes de Trânsito de Santa Rita mais uma vez com salários atrasados se reúnem no SINFESA

trânsito santa ritaNa manhã de 11/02/16 na sede do SINFESA, agentes de trânsito de santa rita, se reuniram para mais uma vez buscando uma solução para receberem seus salários atrasados pela atual gestão municipal, e ainda os mesmo querem que a atual gestão elabore um plano de mobilidade urbana para beneficio de toda população.

Segundo os mesmo, é um absurdo tanta disponibilidade de valores R$, e atual gestão se quer investir no transito local trazendo prejuízo para a população, um desrespeito não só com a legislação que determina que os valores deve ser investidos em nosso trânsito, assim como também, desrespeitando os direitos dos mesmos privando-os de receberem seus pagamentos que é um direito garantido por lei.

Segundo os referidos servidores, lamentam muito que a população venha ser prejudicada por falta de investimentos na mobilidade urbana do município de santa rita, queremos que atual gestão pelo menos faça o mínimo, que é pagar nossos salários em dia e respeitar as leis, entre elas a de transito, pois a nossa população merece um transito sinalizado, fiscalizado e servidores em condições de desempenharem suas atribuições em prol da população.

Sabemos que houve milhões em disponibilidade para serem investidos em nosso trânsito, e até agora não sabemos o que está acontecendo, pedimos urgentemente que o MP possa interver nessa situação que está cada vez mais desordenada, nossos direitos de servidores públicos. Pedimos também, que o atual gestor tenha um pouco de sensibilidade com a nossa situação atual, são pais e mães de família tendo seus direitos privados, são cobranças a todo tempo chegando e juros de contas atrasadas, fizemos o concurso público para termos estabilidade no emprego e não para estarmos passando privações e constrangimentos, assim, desabafou os mesmos. Pedimos também, que respeite às normas legislativas de transito e da mobilidade urbana, além de nossos direitos como servidores públicos, que são pais e mães de família.

Assessoria