João Pessoa 25/06/2018 15:32Hs

Início » Paraíba » Após demitir 2 mil servidores, prefeito interino de Bayeux é acusado de ‘calote’

Após demitir 2 mil servidores, prefeito interino de Bayeux é acusado de ‘calote’

O prefeito interino de Bayeux, Luiz Antônio, está sendo acusado de dar um ‘calote’ nos prestadores de serviço do Município. O prefeito editou decreto no dia 16 de outubro exonerando todos os contratados da gestão, que em agosto segundo o Sagres do tribunal de Contas (TCE) eram 1.989 pessoas, alegando querer reduzir gastos com a folha de pessoa, mas não pagou os dias trabalhados dos servidores. Além disso, há denúncias de que dentre os quase 2 mil servidores contratados, cerca de 200 são funcionários fantasmas.

Pelas redes sociais, os prestadores de serviço apelam ao prefeito o pagamento pelos dias trabalhados. “Quem recebe salários acima de R$ 5 mil até  mais R$ 20 mil já receberam, por favor pague  a quem não  tem  décimo  terceiro  e férias e ainda  trabalharam 12 dias de graça,  por favor pague, diga a data por favor,  os contratados  desempregados  agradecem”.

A informação sobre os fantasmas foi confirmada pelo ex-presidente do Sintramb, Antônio Radical, servidor efetivo da prefeitura de Bayeux. “Nós confirmamos isso dentro da própria prefeitura. A Prefeitura tem que abrir essa caixa preta”, afirmou Radical, que defende a realização de concurso público para substituir os contratados que foram demitidos.

Ele cobra, também, a responsabilização dos responsáveis pelas irregularidades. “Para nós não basta demitir os fantasmas, é preciso demitir e ao mesmo tempo exigirem na Justiça que esses fantasmas devolvam o dinheiro que receberam sem trabalhar, porque senão não é punição, é prêmio”, disse.

Click PB