João Pessoa 22/05/2018 05:57Hs

Início » Paraíba » Com 133 votos, Bertrand Asfora é o mais votado na eleição para para procurador geral de Justiça

Com 133 votos, Bertrand Asfora é o mais votado na eleição para para procurador geral de Justiça

berthand asforaDurante todo o dia de hoje aconteceu a eleição para escolha da lista tríplice de nomeação do procurador-geral de Justiça do Estado para o biênio 2015/2017.
Os mais votados, pela ordem, foram o atual ocupante do cargo Bertrand Asfora, com 133 votos, Carlos Romero Paulo Neto, com 113, e Ádrio Leite, com 109. Os outros três candidatos que estavam na disputa, João Geraldo Carneiro Barbosa, Amadeus Lopes Ferreira e Antônio Hortêncio Rocha Neto, obtiveram, respectivamente, 46, 37 e 83 votos.
A relação agora deverá ser encaminhada ao governador Ricardo Coutinho que fará a indicação de um dos 3 candidatos escolhidos em votação secreta.

Como a tradição é pela indicação do mais votado da lista tríplice – Bertrand Asfora deverá ser reconduzido para um novo mandato à frente da direção do Ministério Público estadual da Paraíba.

Na eleição deste ano, para o biênio 2015/2017, estavam aptos a votar um total de 220 membros da instituição e 215 compareceram ao pleito (foram apenas cinco abstenções). Houve o registro de dois votos nulos e nenhum em branco. O voto para a composição da lista tríplice é secreto e plurinominal (cada um dos membros-eleitores tem direito a apontar até três nomes).

A eleição sempre ocorre trinta dias antes do término do mandato de procurador-geral de Justiça que estiver em curso. Após a definição da lista tríplice, a instituição tem um prazo de três dias para encaminhá-la ao governador do estado, que terá um prazo de 15 dias para nomear o procurador-geral de Justiça dentre os integrantes da carreira do Ministério Público constantes da lista tríplice. Se o governador não efetivar a nomeação nos quinze dias que se seguirem ao recebimento da lista, será investido automaticamente no cargo o membro do Ministério Público mais votado da lista.

Bertrand de Araújo Asfora é natural de Campina Grande, tem 46 anos, é casado com Antuérpia Carneiro Medeiros Asfora e pai de três filhos: Rembrand (27 anos), Bertrand Filho (20 anos) e Bressand (18 anos). Formado em Direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e ex-professor na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e na Fundação Escola Superior do Ministério Público da Paraíba (Fesmip-PB), Bertrand iniciou sua carreira profissional como advogado. É promotor de Justiça do Ministério Público da Paraíba (MPPB) desde o ano de 1995. É o atual procurador-geral de Justiça do MPPB e busca a recondução.

Ádrio Nobre Leite tem 43 anos, é casado há 21 anos e pai de três filhos. Passou a infância e grande parte da adolescência na cidade de Cajazeiras. Formado em Direito pela UFPB em João Pessoa, exerceu a advocacia. Foi servidor público, por concurso, no Ministério Público da União (MPU); em seguida, foi aprovado em concurso para promotor de Justiça do MPPB. É promotor de Justiça desde junho de 1994. Ex-secretário da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), há doze anos é titular do cargo de 1º promotor de Justiça de Defesa do Patrimônio Público na capital.

Carlos Romero Lauria Paulo Neto nasceu em João Pessoa, é casado com Raquel Stropp Paulo Neto e pai de Rafael (7 anos) e Rebecca (5 anos). Atual secretário-geral do MPPB, é promotor de Justiça desde o ano de 2000; e professor universitário desde 2003. Bacharel em Direito pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), tem pós graduação em Direito Processual Civil pela PUC-SP e mestre em Ciências Jurídico-Políticas pela Universidade de Lisboa. Autor do livro ‘A Decisão Constitucional Vinculante – Volume 15, Coleção Gilmar Mendes’.

Antônio Malvino\Assessoria