João Pessoa 22/05/2018 07:39Hs

Início » Paraíba » Conselheiro do TCE revela que saúde e educação geraram imbróglio nas contas de RC em 2014

Conselheiro do TCE revela que saúde e educação geraram imbróglio nas contas de RC em 2014

secretarios tce.O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), Nominando Diniz, informou nesta quinta-feira (25) que saúde e educação foram os dois pontos que precisaram ser discutidas na prestação de contas do governador Ricardo Coutinho que foi votada hoje.

“A auditoria havia entendido que a verba para educação não havia sido cumprida porque não havia sido considerada a UEPB. Depois que esse valor foi acrescentado, esse ponto foi aprovado”, contou.

Em relação à saúde, o conselheiro lembrou que houve um veto parlamentar que restringia gastos neste assunto. Porém, ele advertiu que esse veto era válido apenas em âmbito federal e por isso não deveria valer para o Estado.

“Mas aí analisamos que o veto havia sido considerado nas contas de 2012 e 2013 e por isso revolvemos manter o mesmo pensamento. Ficou para o futuro discutir se o assunto será tratado da mesma maneira em 2016”, disse.

Os outros assuntos foram rapidamente desconsiderados por haver um entendimento em quais atribuições caberiam ao governador como gestor ou como ordenador de despesas. Com isso, todos os tópicos nos quais o governador é considerado apenas gestor foram desconsiderados.

“A auditoria apontou apenas um desequilíbrio em relação à Previdência, mas esse é um problema nacional, não é exclusividade da nossa Pbprev”, informou.

Entenda- Na manhã desta quinta-feira (25), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovou por unanimidade as contas referentes ao exercício de 2014 do governador Ricardo Coutinho (PSB). O relator, Antonio Nominando Diniz, votou favorável a aprovação das contas e foi acompanhado pelos conselheiros Arnóbio Viana, Fábio Nogueira, André Carlos e Marco Antonio Costa.

Paraíba.com