João Pessoa 21/06/2018 16:00Hs

Início » Paraíba » VÍDEO: Sindicalista diz que Escola Cidadã Integral do Estado é ‘aberração’ e vai prejudicar professores

VÍDEO: Sindicalista diz que Escola Cidadã Integral do Estado é ‘aberração’ e vai prejudicar professores

Ela alega que as escolas ainda não oferecem condições para que o projeto funcione plenamente

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (SINTEP) se reuniu com professores e professoras em Cajazeiras, nesta sexta-feira (17), para discutir pontos do projeto Escola Cidadã Integral que está sendo implantado pelo Governo do Estado.

Alguns desses pontos, como a possível realização de um teste para professores que já são concursados, foram considerados “aberrações” pela diretora regional do SINTEP, professora Betinha. Além disso, ela alega que as escolas ainda não oferecem condições para que o projeto funcione plenamente.

“A gente até reconhece que o projeto pode ser bom, mas se as escolas tivessem condições de funcionamento. Sem contar que esse projeto, da maneira como ele está sendo colocado, vai prejudicar alunos e professores”, disse.

Diretora regional do SINTEP, professora Betinha

Outra reclamação da sindicalista é com respeito à regra que obriga o professor que ensina em duas escolas a se desvincular de uma delas para estar apto a fazer parte da Escola Cidadã Integral. Segundo ela, o governo oferece ao professor uma gratificação de mil reais, mas esse auxílio não é suficiente para cobrir as despesas do trabalhador. A prática corriqueira do duplo vínculo acontece justamente porque o professor não consegue se manter com apenas um salário, ressalta a sindicalista.

“Isso demonstra uma falta de valorização de um profissional que já tem salários miseráveis e o governador ainda coloca um disparate quando ele disse que vai oferecer uma gratificação de mil reais ao professor que se submeter a essa Escola Cidadã Integral, como se esse valor resolvesse o problema do professor em termos de moradia, saúde, alimentação, educação para os filhos. É o governo brincar com a capacidade da população de pensar”, desabafa.

O outro lado

Nossa reportagem entrou em contato com a diretora da 9ª Gerência Regional de Educação, Andrea Braga, que nos sugeriu tirar todas as dúvidas sobre o projeto com o gerente operacional de Educação Integral da Secretaria de Estado da Educação (SEE), Gabriel dos Santos Gomes, na próxima semana, quando ele estará em Cajazeiras.

DIÁRIO DO SERTÃO