João Pessoa 25/09/2018 22:03Hs

Início » Cidades » PM acusado de duplo homicídio na Zona Norte do Rio é flagrado atirando em vítimas

PM acusado de duplo homicídio na Zona Norte do Rio é flagrado atirando em vítimas

policial atiraUm policial militar é acusado de executar duas pessoas, à 00h40 do dia 13 de outubro, em Inhaúma, na Zona Norte do Rio. O sargento Luiz Felipe Lima da Silva, lotado no Grupamento Aeromarítimo, foi flagrado por imagens de câmeras de segurança, segundo investigações da Divisão de Homicídios (DH), atirando contra André Luiz de Souza Anselmo e Rafael Coelho da Costa. Luiz Felipe está preso temporariamente pelos dois homicídios desde o dia 5.

De acordo com a DH, minutos antes do crime as vítimas estavam em um campo de futebol próximo de onde foram mortas. Pelo fato de morarem próximos e por questões de segurança, André tinha o hábito de acompanhar Rafael até em casa, na Rua Dona Emília.

O sargento Luiz Felipe Lima da Silva
O sargento Luiz Felipe Lima da Silva Foto: Reprodução

Vídeos de três estabelecimentos da região mostram que os dois teriam começado a discutir com Luiz Felipe dentro do condomínio do pai do militar, na Rua Aitinga, próximo a esquina coma Estrada Adhemar Bebiano. Minutos antes, o PM teria entrado no local, com sua Blazer prata.

As imagens mostram ainda Rafael e André saindo do condomínio e caminhando por ruas próximas, até a Rua Dona Emília. Já o sargento aparece correndo em direção às vítimas, acompanhado de longe pelo pai. Em frente ao número 64 da via, o militar dispara contra os dois homens, que morrem na hora.

Estojos

Em depoimento na DH, o padrasto de uma das vítimas contou que vizinhos recolheram estojos no local do crime e lhe entregaram. Luiz Felipe teria então se oferecido para guardar o material.

Perfil

O padrasto relatou também que Luiz Felipe tem “perfil violento” e já teria “arrumado confusão” com vizinhos e, por isso, teria se mudado da Rua Aitinga, onde atualmente moram seus pais.

Depoimento

No último dia que foi preso, o sargento se reconheceu nos vídeos investigados pela DH mas negou o crime. O militar alegou ter presenciado a execução de Rafael e André por um homem alto, magro, negro, trajando calça jeans e blusa clara.

Extra Online