João Pessoa 26/04/2018 22:46Hs

Início » Policial » Casal é encontrado morto em apartamento

Casal é encontrado morto em apartamento

Departamento de Homicídios vai investigar o caso

Casal morava no apartamento com um filho. Foto: Gabriel Melo/Esp. DP

Um casal foi encontrado morto, no início da tarde desta terça-feira, em um edifício residencial no centro do Recife. Por volta das 14h, comerciantes da Avenida Sete de Setembro, nas proximidades do cruzamento com a Rua do Riachuelo, no bairro da Boa Vista, disseram ter ouvido diparos de arma de fogo, mas não tinham certeza do que se tratava. Às 14h30, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Polícia Militar chegaram ao local, mas já era tarde. Os dois corpos foram encontrados no apartamento 1601, no Edifício Queen Anne.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa deverá investigar o caso, mas a arma de fogo que teria sido utilizada no crime já foi localizada. A pistola glock .380 estava na mão de José Imiliano dos Santos Filho, de 54 anos, proprietário de uma frota de caminhões que fazia transporte para empresas de Suape. Ele foi encontrado morto no corredor, entre a sala e o quarto. Na cama, foi encontrada Rosana Marinho Souza, 53. Ela era dona de casa e, de acordo com a polícia, também fazia trabalhos artísticos.

A suspeita inicial é de que o marido tenha assassinado a esposa e, em seguida, tirou a própria vida. Nesta tarde, muitos curiosos se aglomeraram em frente ao prédio para saber o que acontecia. A família não quis conversar com a imprensa.

“A dinâmica interpretativa tem traçados característicos de um homicídio seguido de suicídio. Foram feitos exames, incluindoo residuográfico, para que possamos determinar com total certeza”, esclareceu o perito Fernando Benevides, do DHPP. A esposa foi atingida por dois tiros na cabeça. O marido foi encontrado com um disparo também na cabeça. Ainda segundo o perito, não foram encontrados bilhetes ou cartas de despedidas, tampouco sinais de briga entre o casal ou motivos aparentes para a tragédia familiar.

Para a polícia, a família informou que o casal morava junto, um filho também morava com eles no apartamento. O laudo com o resultado das perícias residuográfica e balística, além dos demais exames feitos no apartamento, deverá ficar pronto em até 10 dias.
Diário de Pernambuco