João Pessoa 21/06/2018 12:24Hs

Início » Policial » Detentos podem ter usado alicate de unha para fugir de cadeia

Detentos podem ter usado alicate de unha para fugir de cadeia

detentos fogem da prisãoTrês detentos que fugiram da cadeia pública de Carandaí, na Zona da Mata, foram recapturados na manhã desta segunda-feira (1º). Segundo o delegado da Polícia Civil, Itamar Cláudio Neto, eles conseguiram escapar cortando uma das grades do pátio da cadeia, na hora do banho de sol. Conforme investigação preliminar, os presos teriam usado alicate de unha durante a ação.

Na fuga, um dos detentos chegou a invadir uma casa que fica nas proximidades. Policiais perceberam a fuga e, rapidamente, iniciaram uma perseguição aos fugitivos. Foram efetuados vários tiros de advertência. Ninguém se feriu, mas a população ficou assutada com toda a movimentação. Em menos de uma hora, os três fugitivos haviam sido recapturados.

 De acordo com o delegado Itamar Cláudio Neto, os detentos recapturados têm 19, 25 e 38 anos. Dois estão presos por tráfico, aguardando julgamento, e um já está condenado por homicídio, cuja pena foi estipulada em 23 anos e sete meses. Ainda segundo o delegado, foi uma equipe da Polícia Militar (PM) da cidade, que tem sede vizinha à Polícia Civil, que percebeu a movimentação dos presos através do circuito interno de segurança e fez o alerta.

A operação para recapturar os presos contou com a participação de cerca de 20 policiais, sendo 12 civis e oito militares. Toda a ação durou aproximadamente 50 minutos. Foram efetuados disparos de advertência, mas os fugitivos não se intimidaram. Um deles foi encontrado tentando invadir uma casa, e outro foi pego já dentro de uma residência. O terceiro foi localizado em uma mata.

Segundo o titular da Polícia Civil, ele vai pedir à Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) a transferência de todos os presos. “Depois de finalizar a ocorrência e verificar quais crimes foram cometidos com a fuga, vou solicitar a transferência. A cidade e a data que que serão transferidos é definida pela Suapi. Vale lembrar que é preciso que haja vaga para que eles sejam realocados”, destacou Itamar Cláudio Neto.

G1