João Pessoa 20/06/2018 23:02Hs

Início » Policial » Polícia prende em flagrante suspeita por tráfico de droga em Campina Grande

Polícia prende em flagrante suspeita por tráfico de droga em Campina Grande

Em mais um trabalho no combate à comercialização de drogas na cidade de Campina Grande, policiais da 4ª Delegacia Distrital prenderam em flagrante, na manhã desta quinta-feira (3), Maria Raquel Xavier da Silva, desempregada, 22 anos, apontada como sendo responsável pela comercialização de entorpecentes, no Conjunto Cinza, Zona Oeste de Campina Grande.  A ação contou com o apoio dos policiais da 7ª Delegacia Distrital daquela cidade.

De acordo com informações do delegado seccional de Polícia Civil, Iasley Almeida, a prisão se deu por meio de um trabalho investigativo dos agentes da 4ª Delegacia que estavam realizando diligências no referido conjunto, quando identificou uma movimentação suspeita na casa de Maria Raquel. Ao se aproximar da localidade, os policiais tentaram abordar um homem que saía da residência suspeita, no entanto, quando notou a presença dos policiais, este conseguiu evadir-se do local. Segundo a autoridade policial, as investigações irão continuar no intuito de identificar outros possíveis envolvidos no tráfico de drogas.

Dando continuidade à ação, os agentes de investigação se dirigiram até a casa da suspeita, e mediante informações repassadas pelo telefone 197, Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e Defesa Social, que naquele ambiente havia negociação de tráfico de drogas, os policiais realizaram buscas no interior do imóvel e localizaram 24 papelotes de maconha prontos para a comercialização. Ainda foi apreendido material utilizado para o corte e separação e embalagem da droga, dinheiro proveito da venda e um aparelho celular contendo diversas conversas em que usuários encomendavam a substância entorpecente.

A suspeita garante que age sozinha na comercialização, foi levada para a carceragem da Central de Polícia Civil, no bairro do Catolé, ficando à disposição da Justiça. Raquel deverá responder pelo crime de tráfico de drogas.

Secom-PB