João Pessoa 17/07/2018 03:58Hs

Início » Política » Bolsonaro gera confusão antes da sessão que debaterá ‘momento político’ no País em João Pessoa

Bolsonaro gera confusão antes da sessão que debaterá ‘momento político’ no País em João Pessoa

bolsonaroAutor de frases como a que “não estupraria” a deputada Maria do Rosário (PT-RS) “porque ela não merece”, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) já causa polêmica antes de apresentar-se no plenário da Câmara Municipal de João Pessoa. Ele vai estar na Capital por uma deferência da vereadora Eliza Virgínia (PSDB), que conseguiu aprovar requerimento de sessão especial com o polêmico Bolsanaro para discutir   “o momento político atual” no País.

Os vereadores andam se estranhando no plenário da Câmara desde a proposta de Eliza na última terça-feira (17). Hoje, os vereadores Benilton Lucena e Raíssa Lacerda, ambos do PSD, bateram boca porque o ex-petista se queixou da exposição do seu nome em um jornal de circulação no Estado, tendo atribuído a colega de bancada. Raissa reagiu de pronto, alegando uma suposta agressão física.

Raíssa chegou a proclamar: “Bater em mulher é mais fácil”. Benilton desmentiu a ameaça. Tudo por causa de Jair Bolsonaro, que nesta quinta-feira (19) participa de uma sessão especial na Câmara Municipal de João Pessoa. A propósito da presença do polêmico parlamentar no legislativo mirim da principal cidade do Estado, a presidência da “Casa” está tomando todas as providências de segurança.

Bolsonaro é aquele que defende o impeachment da presidente Dilma Rousseff, também a proposta de intervenção federal. “O bandido não é aquele que mata, mas o que manda matar”, definiu o deputado carioca durante entrevista concedida ao programa “60 Minutos”, quando discorreu sobre o escândalo envolvendo a Petrobras, que resultou na operação “Lava Jato”.

Redação