João Pessoa 23/05/2018 20:42Hs

Início » Política » Delcídio cita ministro paraibano em extorsão durante CPI da Petrobrás

Delcídio cita ministro paraibano em extorsão durante CPI da Petrobrás

vital do rego 1Na delação premiada, antecipada hoje (3) pela revista Istoé, o senador Delcídio do Amaral (PT) teria revelado um esquema de chantagem na CPI da Petrobrás, que envolveria o então senador paraibano e atual ministro do TCU, Vital do Rêgo), acusado de extorsão contra empreiteiros. A informação foi publicada há pouco pelo site O Antagonista.

Confira a postagem:

Na delação, segundo IstoÉ, Delcídio Amaral também narrou a prática de extorsão de integrantes da CPI da Petrobras. Segundo ele, os senadores Gim Argello (PTB-DF) e Vital do Rego (PMDB-PB), além dos deputados Marco Maia (PT-RS) e Fernando Francischini (SD-PR) cobravam de empreiteiros para não serem convocados na CPI da Petrobras.

“A CPI obrigava Léo Pinheiro, Júlio Camargo e Ricardo Pessoa a jantarem todas as segundas-feiras em Brasília. O objetivo desses jantares era evitar que os empresários fossem convocados para depor na CPI. Os senadores Gim Argello, Vital do Rego e os deputados Marco Maia e Francischini cobravam pedágio para não convocar e evitar maiores investigações contra Léo Pinheiro, Júlio Camargo e Ricardo Pessoa.”

Gim, Vitalzinho e Marco Maia são figuras carimbadas. A surpresa é o envolvimento do nome de Francischini, que é ex-delegado da Polícia Federal e se notabilizou por discursos de combate à corrupção.

MaisPB