João Pessoa 17/08/2018 23:18Hs

Início » Política » Nonato diz que Cartaxo está certo em exigir fidelidade de secretários, mas aponta: ‘fui eleito junto, não nomeado’

Nonato diz que Cartaxo está certo em exigir fidelidade de secretários, mas aponta: ‘fui eleito junto, não nomeado’

nonato bandeiraO vice-prefeito de João Pessoa e presidente estadual do PPS na Paraíba, Nonato Bandeira, destacou que o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PT), está certo em exigir que seus auxiliares ‘vistam a camisa’ da administração e não vê problemas em discordar dos rumos políticos do petista, pois foi eleito junto com o prefeito e não nomeado.

Em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, Bandeira apontou que a união entre o prefeito e o governador Ricardo Coutinho (PSB) não o deixa confortável, mas é uma opção política. Ele lembrou ainda a fala do deputado estadual Anísio Maia (PT) que afirmou que era ‘um absurdo’ a postura de Bandeira. “Sou de outro partido, fiz outra composição política. Esse radicalismo de outra pessoa, de tentar intervir em outro partido. Cartaxo não teve essa coisa de tentar interferir, assim como eu também não tenho”, explica.

O vice-prefeito afirmou ainda que não vai fazer nenhum julgamento em relação a aliança do PT com Ricardo, pois, para ele, quem tem que fazer esse julgamento é a população. “Estranhei o PT como um todo antecipar o papel da oposição.. Quando ela o fizer vai estar respaldado pela prefeitura”, diz.

Bandeira ressaltou também que não recebeu nenhuma ligação do prefeito para colocar membros do PPS na liderança da bancada ou em secretaria. “Não recebi nenhuma ligação. O partido me comunicou, mas o prefeito não. Ele escolhe os membros que quiser, às vezes quando sai alguém eu disse que não ia opinar, porque não fui consultado para entrar, não vou opinar para sair”, explica.

“Fomos eleitos, acho que eu poderia receber uma ligação de que vai colocar membros do meu partido”, destacou o vice-prefeito mostrando-se magoado, mas descartou a possibilidade de seguir o PT e aliar-se a Ricardo.

“Estou fora de lugar e de tempo, entendo política desse jeito. Se governa com quem se ganha, quem perde vai para a oposição. Não fica bem perder a eleição e compor com Ricardo. O PPS não ajudou então não é justo que tenha nenhum tipo de cargo”, ressalta.

Marília Domingues