João Pessoa 22/05/2018 10:06Hs

Início » Política » Partido abandona base de Romero e dirigente diz que gestão tucana frustrou campinenses

Partido abandona base de Romero e dirigente diz que gestão tucana frustrou campinenses

BAIXA: decepcionada, sigla histórica deixa base de Romero em CG; direção diz que gestão frustrou campinenses

maria daz deixa tucanoO prefeito Romero Rodrigues (PSDB), perdeu um importante partido de sua base política, o que pode comprometer a sua reeleição em 2016. A Presidente do PRP da Paraíba, Maria da Luz, confirmou em entrevista à Rádio Campina FM que o partido não apoiará a reeleição do prefeito Romero Rodrigues em Campina Grande. Desde o ano passado, que a legenda passou a apoiar o governador Ricardo Coutinho (PSB), e, consequentemente, “esfriou” a relação com Romero.

A dirigente fez duras críticas a gestão tucana, e declarou que a gestão de Romero deixou a desejar e que a administração poderia ter feito mais por Campina Grande. Para ela, o sentimento é decepção na cidade.

– Por onde andamos em Campina Grande não sentimos nenhuma admiração por esse trabalho que está sendo feito, e sim uma decepção, pois se esperava muito mais. Não trabalhamos mais nessa linha de nos coligar com o grupo de “cicrano ou beltrano”. Campina merece muito mais, a exemplo do que nós colocamos no governo do Estado, onde trouxemos um candidato que não era ligado a grupo “A ou B” na pessoa do governador Ricardo Coutinho, que dá um “show” e trabalha por toda a Paraíba – comentou.

Maria da Luz destacou que o PRP vai buscar um candidato competitivo em 2016 e não descartou a possibilidade de se coligar com o PSB do governador Ricardo Coutinho. A presidente afirmou ainda que vê com bons olhos uma possível aliança entre PSB-PMDB na Rainha da Borborema.

Ela disse ainda que está tentando organizar um partido competitivo que tenha um compromisso com a cidade. “ Eu sou simpática sim com a coligação entre PSB-PMDB, desde que o candidato tenha compromisso com a cidade. Chega de mesmice, precisamos de uma terceira opção – explano”u.

Maria da Luz, também falou sobre o impasse na saída dos vereadores Nelson Gomes Filho e Joia Germano do partido.

A dirigente garantiu que o vereador Joia Germano nunca chegou à direção do partido para dizer que quer deixar o PRP, e que só Nelson Gomes, no início do ano, teria afirmado que iria deixar a legenda.

A presidente reforçou que em nenhum momento houve algum empecilho, por parte do partido, para impedir a saída dos parlamentares. Segundo ela, todos têm o direito de entrar e sair da legenda, desde que sejam cumpridas as normas estabelecidas no estatuto do PRP.

– O que eu tenho escutado é que os vereadores querem seguir Romero Rodrigues. Até perguntei, recentemente, se vai existir a criação do “PRR – Partido Romero Rodrigues”, porque gostaria de saber se existiria tanto amor a Romero se ele não tivesse o mandato de prefeito. Os vereadores não querem cumprir as normas que existem no estatuto do partido. Quem não faz isso está violando as normas estatutárias – comentou.

Maria da Luz justificou ainda que, em 2013, o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) não encontrava respaldo dentro do próprio partido e nem por parte de Nelson e nem de Joia, que, de acordo com ela, naquela ocasião nenhum dos dois levantaram a bandeira de Romero.

PB Agora