João Pessoa 17/08/2018 23:13Hs

Início » Política » Prefeitura nega suspensão de serviços e explica cortes em áreas sem demanda

Prefeitura nega suspensão de serviços e explica cortes em áreas sem demanda

ronaldo filho explicaA assessoria de comunicação da Prefeitura de Campina Grande explicou, em nota, que não houve interrupção nos serviços já oferecidos pelas equipes do Programa de Saúde da Família no Município. Apenas cortes em algumas equipes que estão numerosas para a demanda existente na cidade, como a região no número de cirurgiões buco-maxilo faciais, por exemplo.

“Não temos PSF funcionando à noite, apenas os Centros de Saúde do Catolé e Francisco Pinto têm horários diferenciados para os trabalhadores, mas não houve suspensão de serviços nestes locais”, diz a nota.

O texto diz, ainda, que há cirurgiões buco-maxilo na UPA, mas esse serviço deverá ser suspenso. “Primeiro porque a portaria que regularmenta o funcionamento das UPAs deixa claro que a presença deste profissional é opcional. Nossa gestão contratou oito bucos para este atendimento, mas a média está em dois usuários atendidos por dia. Ou seja, custo altíssimo para uma demanda mínima que pode ser encaminhada para outras unidades, como o Hospital de Trauma”, informou.

A assessoria também explica que,  quanto aos pediatras, são os da UPA também. “Segue a mesma lógica dos bucos. Hoje, com o Hospital da Criança funcionando bem, torna-se desnecessário. Mas repito, são decisões administrativas ainda não oficializadas”, finalizou.