João Pessoa 21/07/2018 12:08Hs

Início » Política » Renan protagoniza briga contra senadores a favor da prisão em 2ª Instância

Renan protagoniza briga contra senadores a favor da prisão em 2ª Instância

Senador citou nominalmente os favoráveis Suplente foi chamado de ‘sem votos’ e ‘puxa saco’

Senador Renan Calheiros bate boca com o presidente do Senado, Eunício de Oliveira. Sessão de votação, no Senado, do decreto de intervenção no Rio de Janeiro, relatado pelo senador Eduardo Lopes, suplente do prefeito do Rio Marcelo Crivella. Brasilia, 20-02-18
Foto: Sérgio Lima / Poder 360.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) citou nomes dos colegas durante crítica em plenário

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) fez 1 discurso feroz nesta 4ª feira (4.abr.2018) contra os 20 senadores que se manifestaram favoravelmente ao STF à prisão em 2ª Instância. “Fizeram questão de escrever uma nota como vivandeiras alvoroçadas e foram entregar ao Supremo, pedindo para que rasgue a Constituição e não garanta a presunção de inocência.”

Em 1 discurso de 15 minutos, Renan citou todos os senadores, causando grande desconforto no plenário do Senado. O movimento foi liderado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS).

Renan ainda se dirigiu ao senador Airton Sandoval dizendo que “não foi eleito”para representar o Estado de São Paulo. Sandoval é suplente do ministro Aloysio Nunes (PSDB). “Vossa excelência não foi eleito e veio aqui puxar o saco desse governo moribundo!”, disse. Sandoval rebateu: “moribundo é vossa excelência, que já está fedendo nesta Casa”.  

O ex-presidente do Senado e ex-líder do MDB afirmou ter se arrependido de referendar o nome de Simone Tebet (MDB-MS) como a nova líder de seu partido no Senado.

A crítica acontece no mesmo dia em que o STF julga o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

REAÇÕES

Renan foi rebatido duramente pelos senadores citados em seu discurso. “O senhor não é mais senador do que ninguém”

O articulador do documento, Lasier Martins, se disse surpreso com o discurso. Segundo Lasier, Renan está preocupado com sua eleição em Alagoas. “O senhor participa de todos os governos. Entendemos sua posição”, ironizou.

Os senadores reagiram com duras críticas a Renan, incluindo o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), que afirmou ter se tratado de 1 discurso ofensivo. Aos gritos, Renan respondeu à Eunício: “eu apenas citei sua omissão, que tem apequenado o Poder Legislativo”. 

Eis os 20 senadores que assinaram a carta citada por Renan Calheiros:

  • Airton Sandoval (MDB-SP);
  • Álvaro Dias (Pode-PR);
  • Ana Amélia (PP-RS);
  • Ataídes Oliveira (PSDB-TO);
  • Cristovam Buarque (PPS-DF);
  • Flexa Ribeiro (PSDB-PA);
  • José Medeiros (Pode-MT);
  • Lasier Martins (PSD-RS);
  • Lúcia Vânia (PSB-GO);
  • Magno Malta (PR-ES);
  • Maria do Carmo Alves (DEM-SE);
  • Raimundo Lira (PSD-PB);
  • Randolfe Rodrigues (Rede-AP);
  • Reguffe (sem partido-DF);
  • Ricardo Ferraço (PSDB-ES);
  • Romário (Pode-RJ);
  • Ronaldo Caido (DEM-GO);
  • Simone Tebet (MDB-MS);
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE);
  • Waldemir Moka (MDB-MS);

Leia a carta assinada pelos congressistas:

Poder360