João Pessoa 21/06/2018 17:41Hs

Início » Política » Rômulo se coloca à disposição de RC para cobrar do governo federal recursos retirados dos cofres da PB

Rômulo se coloca à disposição de RC para cobrar do governo federal recursos retirados dos cofres da PB

Rômulo observou, porém que no “apagar das luzes” do governo Dilma, foram liberados recursos para estados e municípios, e o presidente interino, Michel Temer (PMDB), determinou a suspensão dos pagamentos.

romulo cagepaO deputado federal e presidente estadual do PSD, Rômulo Gouveia, se colocou à disposição do governador Ricardo Coutinho (PSB) para cobrar do Ministério das Cidades o retorno dos recursos na ordem de R$ 17.561.039,53 para a conclusão das obras do Viaduto do Geisel.

“Eu estou me prontificando, do mesmo jeito que ajudei Cartaxo, a ajudar o governo do estado no sentido de que os recursos que entraram supostamente nas contas do estado, retornem.  A obra do viaduto do Geisel é extremamente importante, e se o governo quiser minha ajuda, estarei como interlocutor. Nós estamos à disposição e já liguei para o meu gabinete para fazer o levantamento de quanto a União passou para o estado e quanto foi retido”, disse.

Rômulo observou, porém, que no “apagar das luzes” do governo Dilma, foram liberados recursos para estados e municípios, e o presidente interino, Michel Temer (PMDB), determinou a suspensão dos pagamentos, pois a União não teria dotação orçamentária para custeá-los.

Ele também destacou a boa relação com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e lembrou do empenho do ex-ministro Aguinaldo Ribeiro (PP) no sentido de delegar ao estado a responsabilidade das obras do viaduto do Geisel e do açude de Bodocongó.

O presidente estadual do PSD ainda aproveitou a oportunidade para alfinetar o governador Ricardo Coutinho (PSB) e acusá-lo de sentir “dor de cotovelo” com a intervenção que o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), fez na Lagoa.

“Ele está precisando tomar chá de camomila, pois está muito incomodado, criou até um factoide sobre as obras do viaduto, e disse uma inverdade sobre as obras na Lagoa, com o objetivo de tentar descaracterizar o prefeito Cartaxo. Ele está incomodado porque não teve competência para buscar recursos para a Perimetral Sul, de fazer a obra em Cruz das Armas e tenta confundir a opinião pública”, declarou.

Rômulo rebateu a informação apresentada pelo governador de que 95% do dinheiro destinado para a obra da Lagoa seria oriundo do governo federal. Segundo o parlamentar, a Prefeitura da Capital investiu mais de R$ 16 milhões no local, o que equivale a 38% dos recursos destinados à reforma.

Blog do Gordinho