João Pessoa 26/05/2018 19:41Hs

Início » Política » Veneziano contesta desvio apontado pela Folha de S. Paulo

Veneziano contesta desvio apontado pela Folha de S. Paulo

vené hídricoO deputado federal Veneziano Vital do Rêgo lamentou nesta segunda-feira (27) alguns fatos que deixaram de ser mencionados pelo jornal Folha de São Paulo, na reportagem que cita seu nome, publicada também nesta segunda. De acordo com ele, a reportagem da Folha não teve o cuidado de analisar alguns itens que seriam “extremamente necessários”, para que a matéria fosse esclarecedora. Clique aqui para ler a matéria.
Ele citou, por exemplo, o fato de a matéria ter dito que houve desvio de dinheiro de obras que não foram realizadas pela Construtora JGR, quando, o deputado alega que todas as obras contratadas pela Prefeitura de Campina Grande, na época de sua gestão, com a JGR e com outras empresas, foram executadas, sem qualquer exceção.
“O jornalista disse na matéria que houve desvio de recursos de obras não realizadas, quando todas elas estão lá. Bastaria à reportagem pegar o contrato com a empresa, verificar as obras contratadas e fazer uma visita para ver que todas estão lá. Todas as obras da JGR e das demais empresas que contrataram com a prefeitura em nossa gestão foram executadas. As obras existem, estão lá”, disse Veneziano Vital.
Ele afirmou que o cidadão que faz as denúncias infundadas é o mesmo que, há três anos, fazia, verbalmente ou por redes sociais, as mesmas irresponsabilidades e, quando interpelado judicialmente para que fizesse as supostas denúncias em juízo, simplesmente não compareceu perante a Justiça para fazê-las. “Ele foi interpelado judicialmente e se esquivou de qualquer menção a este respeito, quando poderia apresentar uma única prova que fosse e não o fez. Não o fez porque não as tem, porque tudo o que ele diz é inexistente, carece de qualquer fundo de verdade”.
Veneziano ainda declarou que o único fato concreto, com provas, que existe nessa história toda são transferências em dinheiro da conta da Prefeitura para a conta pessoal do denunciante, fato que a própria matéria aponta que ele reconhece como verdadeiro, mas apenas diz que foi “um equívoco”.
Veneziano também lembrou da coincidência de esta matéria vir quando se aproxima o ano eleitoral, mas afirma que isso não o intimidará politicamente. “Essa prática dos meus opositores é por demais conhecida. A cada eleição tem uma história criada por eles. Em 2004 disseram que eu era pedófilo. Em 2008 foi a história do cheque. E, em todas elas, nós provamos o contrário. Agora vem mais essa criação”, disse Veneziano.
O deputado disse estar tranquilo, pois Campina Grande o conhece e sabe de seu comportamento. “Campina tem saudades da época em que havia trabalho, obras e ações para a cidade, não como agora, que só sabe produzir factoides para denegrir a imagem de quem se tem medo de enfrentar. Mas quero avisá-los que esse tipo de coisa, em hipótese alguma, me intimida. Isso só me estimula. Já disse e repito: não está nos meus planos disputar a eleição no ano que vem, mas desta forma eles estão me convidando para a disputa”, finalizou Veneziano.
ParlamentoPB