João Pessoa 26/05/2018 21:41Hs

Início » Política » Wilson Filho quer Centro de Transplantes de Órgãos na PB

Wilson Filho quer Centro de Transplantes de Órgãos na PB

wilson-filho- TRANSPLANTEO deputado federal Wilson Filho (PTB) solicitou ao ministro da Saúde, Arthur Chioro, a construção do Centro de Transplantes de Órgãos na Paraíba, durante audiência realizada em Brasília, no final da tarde da quarta-feira (11). Conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde, a estimativa é que 400 pessoas estejam na lista à espera por uma cirurgia desse tipo, porém o número de pessoas que necessitam é bem maior, já que muitos paraibanos estão registrados na lista de espera em outros Estados.

Wilson Filho conversou com o ministro sobre a necessidade da Capital, João Pessoa, possuir um local apropriado para atender os pacientes que estão em tratamento e, ao mesmo tempo, ter salas cirúrgicas, leitos para internações e de UTIs.

“A nossa situação é bastante crítica. O transplante de órgãos praticamente não vem sendo feito na Paraíba. Atualmente, o único local que faz esse procedimento é o Hospital Antônio Targino, em Campina Grande. No Hospital Universitário, em João Pessoa, o tratamento é apenas ambulatorial. Já a Central de Transplantes funciona em um outro lugar. Nós defendemos que tenhamos uma estrutura única para atender as pessoas que precisam desse tipo de intervenção”, ressaltou.

Wilson Filho disse ainda que o projeto para a estruturação de um local próprio para a realização de transplantes no Estado surgiu após o falecimento do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, que morreu por complicações de uma doença hepática. “Agra teve que tentar fazer a cirurgia em Recife, como dezenas de paraibanos. Infelizmente, o seu corpo não conseguiu esperar e ele faleceu aguardando ser chamado para uma cirurgia em Pernambuco”, lembrou.

O deputado destacou ainda que a estruturação ou mesmo construção de um Centro de Transplantes, deve ser uma medida que venha aliada a uma política de formação e de atração de profissionais especializados, juntamente com uma intensa campanha de doação de órgão.

Assessoria