João Pessoa 27/05/2018 19:54Hs

Início » Últimas » apuração na Paraíba deve ser uma das mais rápidas do país; meta é encerrar às 21h, diz TRE-PB

apuração na Paraíba deve ser uma das mais rápidas do país; meta é encerrar às 21h, diz TRE-PB

Por volta das 21h deste domingo (7), os paraibanos já devem ter conhecimento de quem são os novos prefeitos e vereadores nas 223 cidades que compõem o estado ou quais irão para segundo turno. De acordo com o presidente do Tribunal Regional da Paraíba (TRE-PB), desembargador Marcos Cavalcanti, a apuração no estado deve ser, mais uma vez, uma das mais rápidas do País.

O desembargador informou que cerca de uma hora após o fim da votação já será possível ter uma grande parcial dos eleitos no estado. Este ano, nada de disquete para o transporte das informações das urnas. Os resultados serão armazenados em um pendrive específico para os equipamentos. O dispositivo, segundo o TRE-PB, permitirá acelerar o processo de apuração dos votos. Além disso, o órgão contratou motoboys para realizar, junto com os chefes de Cartório, o traslado desses resultados até a sede do TRE, onde serão todos contabilizados.

No pleito eleitoral deste ano, serão utilizadas 9.017 urnas eletrônicas em toda Paraíba, o equivalente ao número de seções eleitorais em funcionamento mais dez por cento desse número, figurando uma margem de contingência, que são as urnas de reserva. Em caso de falta de energia, os equipamentos têm autonomia para 12 horas de uso contínuo, explicou o presidente do TRE.

Ao todo, 2.865.819 eleitores devem participar do pleito na Paraíba, sendo 480.237 em João Pessoa e 280.207 em Campina Grande, dois maiores colégios eleitorais do estado. Para atender esses eleitores, 46.865 pessoas foram convocadas para trabalhar no dia das eleições – entre mesários, presidentes de seções e secretários. Além deles, a Polícia Militar colocou à disposição todo o efetivo estadual para atender as eventuais ocorrências eleitorais. Serão utilizados 1.735 prédios em todo o estado.

Quatro cidades da Paraíba já contarão com identificação biométrica dos eleitores. São elas: Cabedelo, Pedras de Fogo, Piancó e Santana dos Garrotes. Nas demais, o sistema será o mesmo das outras eleições, com identificação por documento com foto e título de eleitor.

Devido às diputas acirradas, alguns municípios da Paraíba necessitarão de forças especiais para manter a segurança no dia do pleito. Segundo o desembargador Marcos Cavalcanti, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já atendeu ao pedido de enviar tropas federais para a cidade de Campina Grande, no Agreste do estado, e está em avaliação a situação dos municípios do Conde, Alhandra, Pombal, São Bento, Araruna e Bayeux, onde foi registrada a maior quantidade de problemas eleitorais.

PB AGORA